Páginas

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Um, dois, feijão com arroz!



Como todo brasileiro de classe média, cresci sendo alimentada assim: arroz, feijão, verdurinha e carne. Claro que hoje em dia a alimentação, especialmente dos mais jovens, mudou muito (e nem se pode dizer que pra melhor), mas o feijão ainda é sabor presente e marcante.

Conversávamos sobre isso no almoço de sábado na casa da minha irmã (sem feijão na mesa, mas com uma comidinha deliciosa!). Nove entre dez brasileiros que viveram a experiência de morar fora sentem falta desse gostinho. Eu mesma, que não como feijão todo dia, fico com vontade quando estamos longe de casa.
Um singelo, porém honesto, feijãozinho com arroz feito em casa... tem coisa mais reconfortante?

Pensando no feijão de cada dia, lembrei de um episódio daqueles bem long, long time ago...

Desde que começamos a namorar, eu e o marido sempre curtimos comprar coisas de casa, sempre pensando que um dia teríamos a nossa casinha. E o marido, quando comprava algo novo dizia: "agora a gente já pode casar!" e a chata aqui respondia: "que mané casar que nada. A gente nem tem panela de pressão..."
Até que um dia, ele chegou em casa com uma panela de pressão, comprada numa oferta das Lojas Americanas, e disse: "e agora, vamos casar?!"

Em tempo: a panela tá velhinha, teve a válvula e a borracha trocadas dezenas de vezes, mas ainda funciona. E o feijão com ingrediente secreto do marido continua sendo o melhor do mundo...

10 comentários:

Cláudia Mello disse...

Nem me fale, que minha panela de pressão quebrou e em meio a tantas outras prioridades, ainda não comprei uma nova. Resultado: lentilha e ervilha, tudo bem... vão para a panela de ferro e cozinham rapidinho. Mas o bom e tradicional feijãozinho, neca! Já tem um bom tempo.
Como sou "natureba", aprendi que um bom refogado com bastante cebola, pimentão, alho, louro, um tico de cominho, um tico de pimenta do reino e pedacinhos de ricota defumada deixam o feijãozinho básico uma delícia, sem precisar das carnes!
Experimenta a receita qualquer dia, Ana... Fica show!!!
beijão

Lu Gastal disse...

adorei a história da panela de pressão... e tenho uma também prá te contar.
eu e claudinho juntávamos calcinhas e cuecas na mesma gaveta... a prima dele comprou uma panela de pressão prá nos dar de presente, embalou, bonitinha, e deixou no hall de entrada.
naquela madrugada, um ladrão entrou e LIMPOU a casa dela. tudo, eletrônicos, equipamentos fotográficos, coisas variadas... nosso presente de casamento - a famosa panela de pressão, ele só abriu o pacote e olhou... .mas não se interessou!
risos...
no dia seguinte ganhamos a "preterida" com alegria!

ana sinhana disse...

Lu, essas histórias da vida da gente são tão divertidas de lembrar, né? Adorei a sua... o tal do ladrão não deveria gostar nem de panelas, nem de cozinha...hehehehe
Clau, aqui a gente faz feijoada vegetariana sempre, com ricotinha defumada e apimentada, cenoura, vagem, etc. Vc já experimentou com a farofinha de proteína de soja?
É só fritar a cebola super picadinha em bastante azeite, juntar a proteína e temperar com um salzinho. Fica crocante e deliciosa!
Beijos meninas!

harumi disse...

ahhhh, que delícia de história!! linda!!! ótima pra começar a sexta!!!

e sabe que estas coisas de morar fora
é bem isso mesmo! temos um grupo de amigos que nào são daqui (como nós) e sempre comentamos da saudade de comer feijão e comidinha caseira!!!

beijocas.

Quarto de Melancia disse...

Rssssssss...

Tive que rir de imaginar a sua carinha falando com o Gu.

Beijo!

disse...

...hummm que historinha mais gostosa...em todos os sentidos !!!
Eu assim que pedi o Ma em casamento e ele disse o sim...rs...fui numa loja e comprei o micro ondas mais barato que encontrei e ele deu muita risada...afinal de contas, não sou boa na cozinha, mas meus filhos hj elogiam muito o meu arroz com feijão básico e isso me deixa super feliz !!!
Beijo !!!

ana sinhana disse...

Rô, se as crianças elogiam é porque deve ser muito bom!!!
Eu gosto de cozinhar, embora ultimamente esteja fugindo da cozinha!
Oi Harumi! Obrigada pela visita!
Oi Má, pode rir à vontade!
beijos

Beti Copetti disse...

Teu post foi responsável pelo cardápio do meu almoço hoje!
;-)

ana sinhana disse...

Que legal Beti!!!
beijo

Céres disse...

não sou vegetariana - gaúcha criada no campo ... explica né? então meu feijão era sempre com carne até que meu filho começou a namorar uma linda e querida moça vegetariana - hoje faço um feijão com arroz deliciosos ... sem carne. feijão é sempre feijão e pode ser gostoso com diferentes formas de preparo né Ana? bjs