Páginas

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Ao compadre.

Hoje é aniversário do meu compadre querido, casado com a minha melhor amiga. Eles são padrinhos do meu caçula e retribuiram nos chamando pra padrinhos do filhote mais velho deles. Ontem teve festa, eu levei o bolo e os brigadeiros, feitos com o maior carinho.

Porém, não dava pra não pensar num outro compadre (de uma amiga querida) que teve a vida tirada de forma estúpida na semana passada, quando sacava fundo de garantia no banco.

Dessas coisas sem explicação, que doem fundo. Porque podia ser um de nós, podia ser -e era - um amigo querido, marido, pai, compadre, padrinho de muita gente.
Fica só a certeza do amor que o compadre Jean deixou.

2 comentários:

Céres disse...

muito triste Ana! difícil até de escrever qualquer coisa. nestes momentos só o que tenho é a solidaridade amiga do aconchego pra oferecer. estou contigo e teus amigos.

disse...

Oi minha querida, só agora é que vi isso aqui aqui...gostei !!!
Obrigada pelas palavras de carinho...tá doendo bastante e todas as pessoas queridas são são de extrema importância nesse e em todos os instantes de nossas vidas...

Ao compadre... com amor !!!