Páginas

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Branca-de-neve



Pedido especial: a Branca-de-neve precisava de uma carteira pra carregar o dindim da feira... taí!!!
Com carimbo novinho em folha, de maçãzinha, tecidinho mega-fofo e botões verde-maçã!
Lá na Loja!

Lotus



Carteiras flor de lótus, lá na loja!

O Lótus é o símbolo da expansão espiritual, do sagrado, do puro. A lenda budista relata que quando Siddhartha, que mais tarde se tornaria O Buda, tocou o solo e fez seus primeiros sete passos, a onde pisou cresceram sete flores de lótus. Os Budas são representados sentados em meditação sobre flores de lótus completamente abertas simbolizando a expansão da visão espiritual.

O significado original do simbolismo está no fato de que, assim como o lótus que cresce da escuridão do lodo para a superfície, abrindo as flores somente após ter-se erguido além da superfície da água, ficando suas flores livres do lodo e da água que as nutriram, do mesmo modo a mente, nascida no corpo humano, expande suas verdadeiras qualidades (as pétalas) após ter-se erguido dos fluidos turvos da paixão e da ignorância, transformando o poder tenebroso da profundidade no puro néctar radiante da Consciência Iluminada, a flor de lótus (Padma).
Fonte:Fundamentos do Misticismo Tibetano - Lama Anagarika Govinda

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Sakurinha e botões!



Carteira no lá na loja!

domingo, 28 de setembro de 2008

Bolo Strasbourg



Há muito tempo eu não fazia essa receita, que aprendi na casa de amigos queridos, muito antes de eu ter a minha própria casa. Ele era meu professor (e do marido também), virou um grande amigo, assim como ela. Foram meus padrinhos de casamento, padrinhos dos meus filhos (sim, porque dizem que não lembram exatamente a quem batizaram, e se sentem padrinhos de gêmeos!).
Foi com eles que aprendi o prazer de receber, de cozinhar e de ter amigos por perto.
E como tive visitas muito queridas na sexta e no sábado, lembrei desse bolo de chocolate (daqueles pra chocólatra nenhum sair reclamando) e resolvi fazer.
Pra que fosse um prazer a mais, um detalhe doce num final de semana tão bom.
Me deu saudades dos dois...

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Pegadas de Buda



As pegadas de Buda

O símbolo tem origem indiana. Em 232 a.C., a morte do rei indiano Asoka levou ao colapso do Império de Mauria (primeiro estado monárquico da Índia). O novo imperador, Pushyamitra Shunga, proibiu o budismo e o culto às imagens de Buda, que passou a ser indicado por símbolos. As pegadas se tornaram bastantes populares já que representam o caminho para alcançar a iluminação.

Lá na loja!
fonte: revista Superinteressante

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Bolsa Noveau!



Modelinho novo em algodão e seda, com cara de primavera!!
Lá na loja

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

DiY - prancheta e moldura

Há tempos ficava pensando em arrumar uma dessas pranchetas, pra deixar à mão o bloquinho de anotações. Então, fui fuçar na Kalunga e até achei uns bonitinhos, de acrílico colorido. Mas quando vi o mais baratinho, daqueles antigos de aglomerado, fiquei tentada a fazer alguma coisa diferente nele.
Claro, criar alguma coisa é sempre mais tentador do que comprar pronto...
Foi fácil e ficou assim:



O engraçado é que depois de comprar os papéis, numa loja de scrapbooking ao lado da Livraria Cultura, dei uma passada por lá e, folheando uma Living da Martha Stewart, achei lá a "minha idéia"!
Uma parede inteirinha com pranchetas forradas com papéis variados, todos lindos!

O material que usei foi esse:
prancheta de madeirite (uns R$0,99);
cola branca;
pincel;
tesoura, lápis e estilete;
papel de scrapbook;







Recorte a folha no tamanho da prancheta. Não precisa ficar perfeito, pois depois é possível acertar as bordas com o estilete. A parte que vai encaixar embaixo do prendedor de papel é meio chata de fazer. E confesso que essa primeira que fiz ficou a léguas da perfeição:



Passe cola na prancheta, primeiro na parte em baixo do prendedor. E encaixe o papel. Depois levante a folha e cole o resto.



Acerte as bordas com o estilete.



Para dar o acabamento, passei uma camada de Termolina Leitosa, que serve como selador do papel. Porém, não é obrigatório fazê-lo. Aliás, é um processo chatinho, já que é necessário segurar o prendedor enquando a termolina seca, pra não grudar e estragar o papel.

O mesmo processo foi feito na moldura do espelho. Nesse eu também colei uns botões, um pedaço de renda e um adesivinho pra dar um charme.
E voilá: mais um detalhezinho útil, bonito e barato pro ateliê!
Bom final de semana, galera!!!

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

LOVE!



E eis que no reino nem tão distante, Cinderela comemora, dando pulinhos de alegria, com amor nos pés e no coração!!!
Pois, como diz aquela versão de um famoso ditado, pra todo pé feliz tem um sapato maravilhoso. E pra toda princesa tem duas fadas madrinhas dispostas a enviarem amor e alegria via sedex!
Obrigada, Ana e Lu. Vcs realmente não existem. São seres de outra dimensão, onde brincar e ser feliz ainda é possível.
Amo vcs.

Cinderela



Num reino nem tão distante, Cinderela estava absolutamente doida para ter um sapatinho novo. Não daqueles de cristal, que lhe arrebentavam com a joanete... nada disso! Ela queria mesmo era um daqueles vindos lá do país das maravilhas.

Até que um dia, duas fadas madrinhas (sim, a sortuda tinha duas!) resolveram atender ao pedido da moça. E mandaram, através do dragão alado azul e amarelo, o tal sapatinho. O problema é que cada uma mandou um pé do sapato e, até agora o lerdo do dragão só entregou o pé esquerdo (VE).

E o baile se aproxima... e Cinderela, ansiosamente, espera... e espera... e espera... e enquanto isso pensa que talvez fosse o caso de arrumar uma tala ou gesso pro pé direito...

Continua...

Para Erika



Os tecidos vieram de longe, escolhidos pela própria dona. E já foram viajar (primeiro, uma viagem curta, pra terra da minha infância, depois, uma mais longa, pras mãos da Erika).
Espero que ela goste.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Ondas azuis...



Carteira azul da cor do mar, bordadinha com botões.
(em breve lá na loja)



Azul da cor do mar

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Encomenda especial!



Porta-trecos beeem vermelho!

Bom-dia, boa semana!



A foto não é de hoje... e a semana vai ser pauleira... muita coisa pra fazer e, pra variar, com a cabeça cheia de idéias.
E lutando muito pra procrastinar só um pouquinho, o que é difícil, porque sempre que as tarefas se acumulam na mesa, minha cabeça me trai e eu começo a inventar mil outras coisas urgentes pra fazer. Queria ser mais centrada, mais organizada... será que é o mal de trabalhar sozinha?
Sei lá...

sábado, 13 de setembro de 2008

B-day!

Meu desejo de aniversário este ano era não fazer absolutamente nada. Não que eu não goste de festa, presentes, etc, como qualquer ser humano normal. Mas ando meio cansada nos últimos tempos. E, além disso, sempre faço festa pras crianças, pro marido... então, queria só descansar um pouco.

Mas aí, veio o marido pedindo licença pra comprar algo que ele achava que eu ia amar, mas sempre tinha o risco de ficar brava...rs... saquei que era coisa pra casa e fiquei na expectativa.

Ganhei essa mega-ultra-blaster batedeira (quem me conhece sabe do meu apego por coisas de cozinha), que sempre quis mas nunca tive coragem de comprar (teria que fazer um carnê daqueles à perder de vista...).
E, claro, fui pra cozinha!



Resolvi testar a poderosa fazendo uns cupcakes de chocolate, algo básico e muito gostoso.


E bonito!



Taí o resultado, que ofereço pra quem passar por aqui. E aproveito pra agradecer as manifestações de carinho e parabéns pela blogsfera e flickr afora!


Cupcakes de chocolate:

2 ovos
120 grs de manteiga
1 xícara de açúcar
1/2 xícara de chocolate em pó
2 xícaras de farinha de trigo
1/2 xícara de leite
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 colher (chá) de fermento em pó
sal

Bata a manteiga com o açúcar, junte os ovos, depois o chocolate em pó. Vá acrescentando aos poucos o leite e a farinha alternados. E, por fim, o bicarbonato, sal e fermento.
Coloque nas forminhas e leve ao forno.

Cobertura:

1 caixinha de creme de leite
1 barra de chocolate meio amargo
açúcar à gosto (opcional, eu não coloco).
Leve numa panelinha ao fogo, mexendo sempre.
Cubra os bolinhos e enfeite.
E boa festa!

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Virando a página!

Estava distraída, lendo, e o Juca perguntou: "mãe, em que página vc tá?"
Olhei a página e respondi: "Trinta e sete, mas logo vou ter que passar pra 38... buááááááááá".
Tadinho, não entendeu nada...

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Mimando a mim mesma...



Tem coisas que a gente vê e parece que foram feitas pra nossa casa. E foi bem isso que senti quando vi esses copinhos de porcelana estampada. Adoro esse ar retrô do floral de rosinhas, tão delicado!
A loja é a www.giftexpress.com.br.
Tem coisas lindas lá e o atendimento é execelente. Veio tudo certinho, super rápido e numa embalagem fofa e cuidadosa.
Vale uma visita!

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Deu bolo!



A receita é simplesmente maravilhosa, daquelas que não sobra pra comer no café da manhã do dia seguinte!!!
Veio daqui, dessa moça super talentosa que nos deixa com água na boca com suas delícias!
Obrigada por compartilhar seu talento com a gente, Noelle!!!

Acabei adaptando, da primeira vez que fiz, porque não tinha pêssego na despensa. Então, usei damasco seco, que reidratei com uma mistura de água, vinho branco, açúcar e um pouquinho de suco de laranja. E tambémm ficou bom!

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Garden



Carteira em algodão. Breve, na loja!

Carimbos



Raramente entro em promoções, concursos, quiz no universo Blythe. A não ser nos casos em que envolve bolar frases, slogans (isso eu gosto!), porque não sou boa na hora de guardar as minúcias e informações sobre as dolls. Minha relação com elas é infantil: gosto de brincar e pronto!

Mas essa era irresistível: valia os carimbos mais fofos que já vi, de maçã e pêra, totalmente decole!
Tentei. Errei. Percebi que nunca acertaria. Apelei.
Sim, confesso, tenho que ser honesta na minha leve trapaça! Apelei pra maior cara de pau de perguntar pra uma outra pessoa, voltar correndo pro site, sem ter a menor noção daquilo e... acertei!
Em se tratando de blythes, toda loucura é perdoável... espero!

domingo, 7 de setembro de 2008

Flores



Ontem foi dia de um passeio que adoro, mas há um tempão não fazia: fui no mercado das flores, aqui no Ceasa de Campinas.
Claro que me esbaldei, comprei um maço de duas dúzias das minhas preferidas (as rosas amarelas), mais um maço de mini-rosas, um monte de coisinhas e essas celósias da foto.

Junto com as margaridas, acho que essas são as flores mais me trazem lembranças boas de infância... têm uma carinha tão amigável e aconchegante... talvez porque minha avó tivesse delas no jardim, que também tinha dálias, capitão do mato (que eu adoro, mas são difíceis de achar pra comprar), rosas... enfim, era um jardim caipira, conquistado com mudinhas daqui e dali, com rosas e ervas misturadas pelos canteiros.
Uma delícia.

E as celósias também foram as flores que enfeitaram a minha festa de casamento, junto com as rosas meio cor de laranja. Uma mistura pouco usual, mas com a cara de amor e aconchego de família que eu tanto gosto. Como o jardim de Dona Amélia...

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Tudo azul!





Necessaires e bolsas azul-estreladas!!!
Prontinhas para ir pro bazar interno da Editora Abril, na próxima semana.

Botões!



Em qualquer viagem que faço, tem alguns lugares que procuro conhecer: o centro da cidade, a igreja do padroeiro local e... armarinhos!
Os melhores são os de cidadezinhas pequenas, aqueles bem poierentos, minúsculos e cheios de gavetinhas e caixinhas. Simplesmente adoro.
Redescobri esses botões com cara de gatinho dentro da minha bolsa, esquecidos, o que os tornou ainda mais preciosos. Comprei na rua Lavalle, em Buenos Aires, em julho, numa loja minúscula cuja dona era uma senhora com óculos na ponta do nariz, cabelos ACAJU, totalmente impaciente e que repetia seguidamente "No, no se puede sacar fotos", ou algo do tipo...

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Sakurinhas!


Necessaires em algodão com aplicação de estampa em seda.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Lilases!



Em geral, meus dias são bem coloridos. Mas ultimamente ando meio monocromática. É mais fácil trabalhar assim, com variações da mesma cor, a coisa rende, sei lá...
Talvez não seja por acaso o tanto de lilás que apareceu aqui nos últimos dias. Dizem que é a cor da introspecção. E ando bem assim mesmo.

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Ao compadre.

Hoje é aniversário do meu compadre querido, casado com a minha melhor amiga. Eles são padrinhos do meu caçula e retribuiram nos chamando pra padrinhos do filhote mais velho deles. Ontem teve festa, eu levei o bolo e os brigadeiros, feitos com o maior carinho.

Porém, não dava pra não pensar num outro compadre (de uma amiga querida) que teve a vida tirada de forma estúpida na semana passada, quando sacava fundo de garantia no banco.

Dessas coisas sem explicação, que doem fundo. Porque podia ser um de nós, podia ser -e era - um amigo querido, marido, pai, compadre, padrinho de muita gente.
Fica só a certeza do amor que o compadre Jean deixou.

Sakura Black



Bolsa de ombro média, em algodão e veludo cotelê black com detalhes de flores estampadas em seda.
O charme básico do preto com um toque de vermelho!
Disponível na loja