Páginas

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Bolo para lembrar...

Foi assim: logo que postei por aqui o Bolo de Chocolate Vegano da Dri Simizo do kanten, a Adriana do nada contra o verso falou no twitter sobre a receita do Bolo de Chocolate de Maionese Helmann's. Isso mesmo, de maionese.
Lembrei na hora que fiz muitas vezes essa receita pouco usual na minha adolescência. E bateu o saudosismo!
Então, a Adri propôs de fazermos a receita "juntas": eu, ela e a Dri, cada uma na sua casinha, na sua cidade, do seu jeito e com seu toque. E ontem lá fui eu pra cozinha, munida de batedeira, chocolate e maionese, pra horror do povo daqui de casa. A receita está aqui.

Primeiro, pensei em fazer o bolo exatamente como há muitos anos. Ou seja, alto, recheado com brigadeiro e coberto com marshmallow (haja açúcar!). Acabei mudando de idéia porque me faltou a batedeira de mão, necessária para bater o marshmallow (que é batido no banho-maria). Mas, na verdade, acho que não faria sucesso aqui em casa, por ser uma combinação execessivamente doce (por aqui, o chocolate amargo faz mais sucesso).
No fim das contas, resolvi que o melhor seria fazer a receita de ontem com o toque de hoje. Fiz o bolo alto, mas com recheio e cobertura de ganache de chocolate meio amargo e morango. Tentei fazer a ganache branca para o recheio - e até cheguei a rechear o bolo com ela, mas ficou tão rala que resolvi rechear também com a ganache amarga.
O resultado foi esse:

Fiz dois bolos, um completo (recheado e coberto) e outro simples para o lanche das crianças que, apesar de terem achado mais que esquisito o uso da maionese, se fartaram de comer e levaram o que sobrou de lanche para a escola.
Deixei o bolo completo na geladeira, para fotografar e experimentar só hoje. Depois de uma fatia cortada e saboreada com calma, só pra lembrar dos muitos aniversários dos meus irmãos em que fiz essa receita, cheguei à conclusão de que a vida muda muito. O nosso paladar muda, nossos hábitos e nossa forma de ver e fazer as coisas. E, claro, hoje o bolo não tem o mesmo gosto.
Não é o chocolate, nem a maionese. É que agora, depois de anos sem nem pensar nessa receita, o bolo adquiriu o sabor de reminiscências, de coisas guardadas lá no fundinho da memória.

Quando comecei a fazer a receita, pensei nessa postagem como algo prático, talvez uma comparação com o meu bolo de chocolate preferido atual. Mas não seria justo. Cada época da vida da gente tem suas peculiaridades, influenciadas por quem fomos/somos e pelo que vamos aprendendo ao longo da vida. Não são os sabores, nem as texturas que mudam. Somos nós.
Depois dessa experiência de delícia-simultânea-conjunta feita a 06 mãos, cheguei à conclusão de que lembrar pode ser tão bom quanto um bolo de chocolate, seja qual for o ingrediente inusitado da receita.
Obrigada, Adri e Dri!

*o bolo da Adri:Variações sobre o tema
*o bolo da Dri: Bolo com Maionese?

20 comentários:

Adri disse...

Fiquei tão emocionada agora que não sei o que dizer! Foi uma das coisas mais bacanas que eu li e que eu fiz nos últimos tempos... Tava precisada de emoções gostosas e familiares assim!
Imagina, eu que agradeço!
Beijos

Patricia disse...

Adorei ler e relembrar de sabores da minha infancia ... quanta felicidade !
Bj
Patricia

Eliene Vila Nova disse...

Amiga vou te falar uma coisa, taí uma mistura para mim inusitada, chocolate com maionese, mas pela foto deve ser uma delícia, isso que é tortura, eu fiquei aqui morrendo de vontade,rsrs...
Estou apaixonada pela jarra azul, um mimo.
Aliás tudo relacionado a você é maravilhoso, vai ter bom gosto e talento assim lá em casa,rsrs.
uma semana abençoada
beijos

Kyria disse...

Ai que blog lindo, ai que blog gostoso, ai que blog tudo de bom! Bjs

Patricia Cardoso disse...

Ana, querida, tu nao quer me convidar pra ir na sua casa nao? hum??? rsrsrssrs

Faltou vc na craft sabado! fiquei papeando com a Cris, foi otimo =))
bjs

Ruby Fernandes disse...

Ana eu conheço a receita, mas fazer um bolo lindo como o seu não é para qualquer um!!! Ficou maravilhoso e me parece delicioso também.
Eta menina prendada.
Bjokas florzita.

Carola Rodrigues: disse...

Adorei essa idéia de cada uma postando em seu blog sobre a mesma receita!
GENIAL! :D

ana sinhana disse...

Carola, idéia genial da Adriana! Pena que não rolou o podcast...
Ruby, a receitinha é boa, né? Nem parece que vai maionese!
Pat, tá convidada!
Oi Kyria, gentileza sua, como sempre!
Oi Eliene! Sua dieta inclui bolo de maionese? hehehehe
Oi Patrícia, que legal!
Adri, também achei uma delícia essa brincadeira!
Bjs

Srta.Formiga disse...

Teu blog é lindo, sua casa é demais e o atelier, nem se fala!

rosana sperotto disse...

Adoro a luz das tuas fotos, a leitura que fazes do cotidiano... Doçura na dose certa. Beijo lambuzado de vontade de comer o bolo no café da tarde.

Vanessa disse...

lá... adorei o seu blog... e esse bolo está com uma cara ótima!!! morango com chocolate é o meu preferido!!

dá uma passada lá no meu blog:**

Dri Simizo disse...

Ana! A ideia dos dois andares foi joia! O meu ficou um pouco baixinho =) e o recheio deixa mais molhadinho tb, né!?
Bjs!

Garotas do Blog disse...

ai que fome que me deu ;~
que vontade de comer bolo!!
adorei seu blog muito lindo

-L.

aah vou segui aqui! me visita depois :D

Iris Barcelos disse...

Oi Ana,eu tbm fazia muito esse bolo,me lembro que iamos pra fazenda,era a unica receita que minha mãe deixava eu fazer...parece que estou sentindo aquele cheiro...cheiro de coisa boa,de saudade boa,daquelas que te faz achar que a vida vale a pena...Ameiiiiii....Bjos.

Teka disse...

Ai... que delícia... estou QUASE sentindo o gosto desse bolo daqui.... o problema é o "quase".
Lindo!!!
Beijos

Laély disse...

Ô, Ana...Que experiência simpática, principalmente, pelas lembranças que lhe trouxeram e que soube descrever tão bem, dividindo conosco.
Eu também, lembro dos bolos simples que minhs mãe fazia e que eu ficava esperando, ansiosamente, pela sobra da massa na vasilha, tal qual o meu pequeno, que me pede para não raspar toda a sobra, na lata de leite condesnsado. Vendo os gostos dele, no momento, percebo isso que você escreveu: nosso paladar muda e pode ser educado, também. Meu menino, acha chocolate branco( que nem é o chocolate verdadeiro!) a coisa mais gostosa do mundo! Eu, prefiro muito mais o amargo, mas na idade dele, achava a mesma coisa. O que procuro cobrar dele é que, ao menos, vá treinando o paladar, sempre experimentando, porque, ainda bem, nós mudamos o tempo todo e deve ser sempre para melhor!
Quanto à comparação com a Fernanda Takai: deve ser a docura...deve ser o lado japa...
Abraço e bom dia!

Claudia disse...

Menina, eu tb fazia esta receita na adolescência, acho que vou fazer novamente.
Agora, seu bolo tá um escândalo de lindo! Deu água na boca.

beijos

Cris S.S. disse...

A agua na boca só de olhar a imagem já transbordou!!!!!
Ameeeeei o blog!
Tdo de ótimo pra ti!
Bjos

Fernanda Couto disse...

vc é muito fofa... tava aqui comentando, enquanto lia seu blog, como me identifico contigo. estou looonge de ser tão talentosa com agulhas e colheres, mas acho que a gente se sensibiliza com coisas bem parecidas. esses dias reportei minha saga do bolo e agora chego aqui e vejo que vc também pensa em coisas muito maiores que sabores e texturas quando faz um bolo especial (que aliás ficou maravilhoso!). adoro seu blog!

Ahhhhhhhh PRECISO de um pinguim. vou te mandar e-mail sobre isso. beijos

ana sinhana disse...

Fe, logo que vi seu pão-de-ló maravilhoso, pensei algo assim... ainda tem gente que se sensibiliza com coisa simples como eu. Assim não me sinto tão ET, sabe?
E também adoro o seu blog!

Oi Cris, oi Cláudia! Obrigada!

La, me comparar com a FT foi demais da conta... só vc mesmo é capaz de tamanho carinho!

Teka, faz um e mostra pra gente!

Iris, tamanha coincidência Tava agorinha olhando tuas fotos lindas e via galinha azul! Deu saudades também!

Oi L.! Já pra cozinha matar a vontade!

Oi Dri, seu bolo ficou foi muito lindo!

Oi Vanessa! Morango e chocolate é tudibão, né?

Oi Rosana! Bondade sua!

Oi Srta. Formiga! Obrigada, tudo simples, mas limpinho! hehehe

Bjs