Páginas

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Grrrrrrrrrrrr!!!

A semana passada foi terrível, porque eu e meu pequeno pegamos uma gripe daquelas (não, não era gripe suína). No final de semana, como as crianças foram passear na casa da vovó, achei que começaria uma nova semana bem tranquila, colocaria todas as encomendas em dia, sairia pra passear, jantaria fora com o maridão...
Santa ingenuidade, Batman!
Segundona, vi que a coisa não seria bem assim. Mal consegui levantar, nem sequer firmar o pé no chão, porque a mais chata das dores chatas me atacou: cólica renal, de novo.
Gente, ninguém merece isso. É das piores dores que já senti, de se torcer, de não conseguir caminhar, nem levantar, nem sentar. Minha médica, quando tive a primeira crise há pouco tempo, me falou que era uma dor forte e quis indagar o quão forte. Só respondi o seguinte, é muito pior que contração, muito pior que ter tido que tirar e recolocar o DIU no mesmo dia, muito pior que cólica+TPM+enxaqueca no mesmo dia. Deu pra sacar, doutora?
Em geral, quem me conhece superficialmente me acha a mais calma das criaturas. Plácida, tranquila. Mas não sou. E também sou rabugenta. E, em algumas situações de privação, meu mau humor vai até as estrelas. Ou seja, quando estou com fome, com sono ou com dor, fico uma fera enjaulada.
Ontem, no auge da cólica, o que eu mais ouvia era: "tem que beber bastante água"!
Dava vontade de retrucar com um sorriso nos lábios, docemente pedindo pro marido: "amorzinho, me traz mais um copinho d'água? e aproveita e traz a morfina que fica do lado do filtro?"
Como assim? Vc lá, estrebuchando de dor e esse é o melhor conselho que te oferecem?
Apesar de ser uma verdade absoluta, porque as pedrinhas só saem com hidratação mesmo, na hora dá uma raiva anormal.
Enfim, deu pra ter noção do meu azedume. Cheia de planos, com uma dor do ca$#&¨*lho, e trabalho com prazo pra ser enviado (o que consegui fazer, ufa!).
À noitinha, a maldita começou a se retirar, tão sorrateira como veio. Só ficou uma dorzinha muscular. E fui ficando mais calma e menos cítrica.
Então, declaro oficialmente que a minha semana começou hoje e nem quero saber.
Boa semana a todos!

7 comentários:

Ale Jardim disse...

Floooorrr!!! fica bem!!!

Liana disse...

Aff.. essa dor é um inferno. A única vez em que eu tive estava em Sp, e sou de Salvador. Não entendia o que estava acontecendo e resisti por 4 horas até que fui pra emergência. E tomei injeção pra dor, já quase tomando a seringa da mão da enfermeira e aplicando eu mesma senão acho que morreria.. não sei como vc resistiu...Existe uma injeção forte de Buscopan venal, alivia na hora. Não sofra assim nas crises, corte a dor pela raíz, depois vc pensa em beber água...
Beijos e fique bem!
Adoro seu blog.

Patricia Cardoso disse...

AHm Ana, q dificil. Uma amiga ja teve isso (em uma das crises, em pleno show da Alanis no Rio!) e disse q eh de matar mesmo.. eu tenho colicas a ponto de desmaiar.. controlo isso ha uns anos, mas sexta qse cavei um buraco no chao e me enterrei de tanta dor.. Ng merece, ne? MElhroas! e boa semana tbm, claro! Bjs P.

é... A Fernanda! disse...

Melhoras e se cuida! Bjo grande e boa semana

ana sinhana disse...

Oi meninas! Tô melhorando, tô melhorando! Obrigada!
Pat, já sofri demais com cólica nessa vida, ninguém merece mesmo!
Liana, eu tomei essa mesmo. Não tem outro jeito!
Ale, tô bem! E sua encomenda tá no jeito, demora, mas sai!
Bjs

rosanasperotto disse...

Ai, Ana, sei bem o que é isso, essa visitinha à terra do horror! Quando tive a crise, jurei que tinha enlouquecido, perdido todo e qualquer juízo e qualquer comando sobre mim. Dizem que ela é mesmo a campeã no ranking da escala das dores, dividindo os primeiros lugares com a do parto (desta só conheço as preliminares que levaram a uma cesárea). Enfim, querida, curta agora a volta ao paraíso, porque viver sem dor acho que é o melhor de todos. Beijo com carinho

Laély disse...

Ana: esse tipo de dor é das piores! Então, não se culpe, porque ela tira do sério, mesmo!
Também gripei semana passada, mas nada que se compare a isso.
Boa semana!