Páginas

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Lei de Clark

Sou da opinião de que, se algo tem que dar errado, vai dar errado. Não que eu me considere uma pessoa sem sorte, muito pelo contrário. Mas, no dia-a-dia acho que as coisas sempre são meio enroladas. Só pra dar mais emoção no final, sabe como é?
Porque a lei de Murphy está sempre à espreita para entrar em ação.
Então, tento ser precavida e não sair atrasada. Se saio em cima da hora, claro que vou topar com um comboio na estradinha estreita que enfrento pra chegar na civilização. Anteontem, eram dois caminhões daqueles com betoneiras e uma fila sem fim de gente apressada. Obviamente, me atrasei.
Ontem, logo que saí de casa, pensei "putz, cadê o documento do carro?" mas fui embora assim mesmo. E topei com uma blitz policial. Minha sorte é que tenho cara de moça de boa procedência, então não fui parada.
Mas a pior de todas as situações é quando vc quer chegar logo não por conta do horário e sim por alguma necessidade fisiológica básica, que te faz suar e tremer e trançar as pernas.
A história não é minha, nem presenciei pero, é tão buena que vou roubar.
Marido foi pra uma reunião no Rio semana passada junto com um colega de trabalho que é tão figura quanto ele (tanto que virou amigo). A reunião terminou horas mais cedo e o vôo de volta estava marcado para bem tarde da noite. Tentaram usar o charme caipira no guichê para trocar o horário, mas a atendente foi irredutível: teriam que pagar a taxa.
E, como bons machos de respeito, fizeram a conta de quantas cervejas poderiam tomar no intervalo até o vôo tardio com o valor da taxa, se ficassem. A moça acabou colocando os dois na lista de espera pro próximo vôo e eles foram para o bar do aeroporto.
Em cima da hora, foram chamados e correram pro avião. Depois de algumas cervejas, claro que as bexigas estavam estourando. O amigo correu pro banheiro do avião; marido, que entrou depois não teve tempo, já era hora de preparar pra decolar. Sentou na janelinha. E eis que viu chegar o último passageiro. Um cara gigante, arfante, daqueles com um sobrepeso de uns 200 kg. Marido diz ter pensado: "ai, caramba, lá vem,lá vem, o gordinho é meu, o gordinho é meu. 16C não, 16C não!"
O cara senta com dificuldade no número 16C (poltrona de avião é um desrespeito aos gordinhos), pede o extensor pro cinto de segurança e relaxa, tentando recobrar o fôlego. Marido começa a ter calafrios mas, boa gente como é, fica sem graça de pedir licença e fazer o homem levantar toda aquela massa de novo. Enfim, o vôo era curto, dava pra esperar.
Aí vem a parte que ele (marido) diz que detesta e que sempre acontece. O cara puxa conversa, todo simpático e boa praça. Eles engatam assuntos futebolísticos. Isso pra compensar o constrangimento de estar esmagando o ombro do marido, que chegou em casa de pescoço travado (o homem realmente parecia ser muito grande e duas poltronas, segundo a descrição eram pouco pra ele).
Depois do pouso, marido pensa "finalmente!" e os calafrios recomeçam. E nada do gordinho se mexer. O povo todo saindo do avião. E o novo amiguinho pergunta: "vc não tá com pressa, tá?". E marido, já em desespero: "não, de jeito nenhum!". E o gigante:" é porque prefiro esperar todo mundo sair pra levantar sem pressa"...
Moral da história para o marido incauto: quando for ao Rio com o Antônio, beba menos cerveja, não gaste seu charme com a atendente da Azul (guarde tudo pra mim) e vá ao banheiro antes de entrar no avião. Porque, depois da Lei de Murphy veio a não tão famosa porém divertida Lei de Clark, que afirma o seguinte: "Murphy era um otimista".

15 comentários:

Cris Paz disse...

Isso mesmo marido da Ana Sinhana, guarda o charme só pra ela! rs
Adorei a história.
bj

Adri disse...

ana, seus talentos são múltiplos e maravilhosos! maga dos tecidos e das palavras. faz rir, faz chorar... é uma beleza esse blog! adoooooooro! essa de hoje foi a dose de bom humor que estava faltando pra esse meu dia cinza. (acordei chorando...)
beijos

Fatima Guimaraes disse...

Hahahahahahahahah....além de crafter talentosa...és uma grande escritora...adorei....hahahahahahahaha

Céres disse...

muito boa!!!!!!!!!!!!!!!!!!! aqui quinta cinza, fria e chuvosa sujeita a gargalhadas provocadas pela AnaSinhana :))))
bjs

ana sinhana disse...

Céres, acho que casei mesmo com o homem certo. Ele me fornece uma provisão enorme de histórias hilárias!
Fátima, assim vc me deixa vermelha, mulher!
Adri, que houve? Chora não, querida!
Cris, isso mesmo! Campanha pelo charme marital só em casa!
bjs queridas!

Nana disse...

kkkk coitado Ana, realmente se f***
Imagina ficar o voo todo sem ir ao banheiro, gente, isso é tortura.
Bjss

harumi disse...

amei tb, ana!!!
com a lei de clark à solta, é melhor seguir as recomendações da dona ana, marido! kkk
beijoconas.

Leticia disse...

Tb tento me armar contra Murphy, mas tem vezes que não tem jeito. Eu sinto até uma vibração... sei que o dia vai ser um caos! rssss.

Estou esperando ansiosamenteeeeee a minha nova necessaire! Os meus creminhos já foram avisados que vão ganhar casinha nova!!!!!

Beijo!

Suzana Duarte disse...

Oi Ana!
Adorei a história!
Achei o Clark um sábio! kkkkk
bom fim de semana!
Bjo
;o)

Edna Fadinha disse...

Gostei da história,agora seu marido vai pensar 2xs antes de beber quando estiver esperando um vôo.
Bjs

Nani Veiga disse...

Você,alêm de fazer trabalhos lindos,também escreve muito bem...
Dei muita risada...
Hoje citei você no meu post,passe lá e veja o quanto me ajudou.
Bjs
Nani Veiga

Leticia disse...

Ana!
A minha necessaire chegou e achei ela tão linda, tão linda, mas tão linda, que criei um post no meu blog só para elogiar ela! E é claro chamar a atenção para o seu trabalho!
Beijinhos e obrigada!

sonia disse...

Oi, entendi tudo, já aconteceu comigo e em uma viajem ao exterior, mas graças a Deus quando existia a minha querida e amada VARIG as poltronas tinham mais espaços pois A VARIG SEMPRE PREZOU O BEM ESTAAR DO PASSAGEIRO.
Massssss tenho uma coisa para te dizer, Voe WEB JET a configuração das poltronas é otima, estou te dizendo pois sou grande tenho 1.76 e 82 kgs, vim bem confortavel neste ultimo voo e mais vim sentada no meio, e na ponta tinha um gringo bem grandão tbm.
Alem do mais a WEB JET dá uns lanches otimos( e não veem dizer que não é bom comer em avião pq.É BOM MESMO) EU ESPERO A COMIDINHA. Bem agora a GOL pelo Amor do Gato Cego, da uma bolachinha e um suquinho bem pobrezinho e MAIS ESTA OFERECENDO BALA 7 BELO(kkkkkkkkk)de sobremesa acreditammmmmmmmmmmmmmm que vergonha.

Leticia disse...

Ana! Não tem nada que ficar tímida! Foi de coração o elogio. O que é bonito, temos que divulgar!!
Mas não divulguei só porque achei bonito... e sim porque me inspirou. Li e vi algumas coisas no seu blog que me fizeram lembrar coisas que sempre amei fazer! Lembranças de infâncias, como da minha avó costurando (naquelas máquinas de pedal, sabe?), ou fazendo toalhas de croché lindas... me ensinando a fazer tricô (meu primeiro tricô ficou totalmente desforme e cheio de pontos perdidos!!). Uma tia minha que me ensinou bordar ponto cruz. E fazia tanto tempo que eu não "acessava" isso! Não lembrava dos meus passa tempos de criança, algo que dava vazão à minha imaginação! E falo tudo isso, porque depois de ter me inspirado no seu espaço, resolvi voltar a fazer isso novamente. Criar coisas bonitas e feitas com carinho. Vamos ver no que vai dar!!!! Prometo que se ficar bom, vou postar aqui também!
Obrigada pela inspiração!
Beijo!

Laély disse...

rsrs!
Murphy é o meu "cumpadi" e por causa dele, fui apresentada ao Clark( não o Kent). Já viu que eu sou íntima, né?
Gostei da "cara de moça de boa procedência".
Você deveria virar "contadora de causo".
Abraço!