Páginas

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Preconceitos à parte...

Todo sábado, fecho a semana fazendo duas aulas de spinning pela manhã. Pra quem não sabe, sou uma viciada na endorfina que esse exercício pesado libera. Verdadeira droga, no bom sentido. Melhor que chocolate, pinga ou qualquer outro vício legalizado.
Mas há uns seis meses atrás, eu era uma outra pessoa. Não tinha uma roupa de ginástica sequer, não fazia nada, nadica. Tinha um horror absurdo a sequer pensar em exercício físico. Enfim, uma matrona sedentária.

E, confesso, além de sedentária, era cheia de preconceitos com o povo de academia. Aquele de negócio de gritinhos eufóricos, palavras de incentivo e aquela coisa pronta de respeitar seu corpo me davam nos nervos. Sem falar na mulherada sarada que parecia estar ali apenas pra exibir suas roupas hiper justas. Baita falta de ter o que fazer da vida (leia-se: baita despeito da minha parte!).

Passei a caminhar, pois percebi que ia começar a sobrar bunda pra fora da minha cadeira de trabalho, já que passo boa parte do dia entre a máquina de costura e o computador. Depois, arrisquei uma corridinha leve. Até que um dia tomei coragem e fui fazer uma aula de pedalada. Fiz uma e não senti nada: não senti as pernas, não senti os braços, não senti as nádegas... deu vontade de pedir uma cadeira de rodas no final da aula.

Engoli o meu orgulho e fiz mais uma, mais outra aula. Agora, vou quase todos os dias. E com vontade, sem ser empurrada, juro! É claro que, num dia de chuva como hoje, o diabinho de voz macia assopra no meu ouvido "pra que tanto esforço? vc já foi ontem, aqui tá tão gostoso, quentinho... dorme mais um pouco, uma aula não vai te fazer falta".
E o anjinho replica do outro lado: "levanta essa bunda da cama, mulher! deixa de ser preguiçosa, vai já pra aula".

Passei a ser assídua frequentadora do clube que somos sócios há anos (e ao qual eu nunca ia). Tanto que minha professora já brincou comigo dizendo que vai me arrumar um cartão pra picar no final do expediente. Mas não venci (todos) os meus preconceitos. Um deles: roupa de academia, só na academia mesmo. Detesto usar legging e top fora da aula, fico me sentindo um temaki gigante (saca aqueles mega sushis em formato de cone, com arroz saindo pelos lados?).

E, no último sábado, me deparei com um conflito mulherzinha: ou ia na aula de spinning e depois buscava correndo minha máquina de costura (que estava na revisão) lá na muvuca do centro ou, ficava sem a possante no final de semana prolongado ou, ainda, não ia na aula e buscava a máquina. Todo esse dilema só pra não passar no meio dos camelôs, suada e com roupa de ginástica.

No final das contas, fiz as duas coisas. E não doeu, ninguém me chamou de sushi gigante. Não que eu pretenda adotar roupa de ginástica como uniforme de trabalho. Meu raciocínio binário ainda me faz crer que cada coisa tem seu lugar e seu momento.
Mas entendi que abandonar velhos (pre)conceitos é saudável, rejuvenesce e faz bem pra pele. E sempre é tempo de mudar de idéia e adotar algo novo.

36 comentários:

Kelly Reis disse...

Ai Ana, pq eu não consigo?? Pq???
Queria tanto ser assim tão aplicada nas atividades físicas (e olha que já tô mais pra um colchão amarrado, do que pra sushi gigante).
Mas isso que vc disse sobre os (pre)conceitos é verdade mesmo. A gente enfia umas coisas na cabeça e acredita naquilo de uma forma tão certa de que não cogita a hipótese de contrariar. E quando o faz, nem dói, e dá um alívio tão grande.
Bjs pra vc!

Susi disse...

Ai Ana, sera que consigo tbém, menina,qdo passo em frente de uma academia, até viro o rosto nao gosto nem de ver,adoro caminhadas e bicicleta ,mas a idéia de frequentar uma academia nao me passa pela cabeça.So um milagre mesmo.
bj

Fatima Guimaraes disse...

Oi Ana

Essa estória de artesanato engorda mesmo né?? já ganhei oito kilos.
Muito pelo contrário eu sempre adorei academia, mas tá faltando tempo....
Bom final de semana
Bjus

ana sinhana disse...

Meninas, se eu consegui, qualquer pessoa consegue. nunca gostei de nada de exercício, mas a aula é muito boa e me faz falta se não consigo ir.
O negócio é arrumar uma atividade que a gente realmente goste.
bjs

Adri disse...

nem lendo e acreditando no q vc disse, eu me animo... rs rs rs

Céres disse...

mais uma crônica tri!!!! bjks

harumi disse...

adorei! realmente, "abandonar velhos (pre)conceitos é saudável, rejuvenesce e faz bem pra pele." este será meu pensamento do dia!!! (^_^)
beijocas.
da harumi

ana sinhana disse...

Harumi, é verdade verdadeira!

Céres, amo quando vc fala 'tri'!

Adri, tenta. Te dou a maior força!
Bjs

Nani Veiga disse...

Eu queria tanto ter essa força de vontade...
A verdade é que já tentei muitas vezes,mas sempre desisto.
Preciso pensar sobre esse seu texto...Preciso aprender algo com essa depoimento...
Bjs
Nani

Inusitados acessórios disse...

Que linda história!
Superar os preconceitos é essencial para o nosso crescimento!
Parabéns pelo seu lindo trabalho!
Adoro! Sempre passo pra espiar!
Vc já conhece o meu blog de acessórios? Gostaria q vc conhecesse!
Obrigada!
Beijos!
Bruna.

Simone Izumi disse...

nossa, você sou eu!!kkkk...
mas é claro, muito mais malhada e bem disposta!!!
bjocas
si

t@ disse...

Ana o exercício nod dá animo pra tudo tudo querida vai em frente o vício vale a pena ;D

Srta.Formiga disse...

temaki gigante é ótemo..kkkk.

ana sinhana disse...

Oi Formiga! E olha que adoro temaki!
Oi t@! Vício bom, né?
Oi Si! Não sou malhada não! E vivo naquela eterna luta do bem contra o mal, digo da gula versus regime saudável!
Oi Bruna, não só conheço o teu blog, como te sigo!
Oi Nani! Tem que achar algo que vc realmente goste de fazer!
Bjs (e lá vou eu pra aula!)

Nana disse...

Por isso que eu falo, nunca fale ou pense nunca, sempre fazemos algo que nos dava calafrio um dia.
Bjsss linda

Estúdio de Design disse...

Ana,
sabe que sou uma viciada em endorfinas (de exercício) desde que descobri? Acho que foi ainda na facul, quando comecei a jogar basquete, ai, veio o futebol, depois a corrida, a academia e hoje a minha grande paixão, que é o ballet (tem semanas que faço 4 aulas... o que é totalmente não recomendável para pessoas não profissionais, mas é mais forte do que eu).
Com relação às roupinhas... eu já sou um pouco diferente, incorporo a atividade de cabeça. Já andei mto de legging e top, já andei mto de shorts e camiseta de corrida (daquelas com a estampa da última corrida que você fez) e hoje em dia, vivo de meia calça, collant com alguma calça ou bermuda por cima... mas isso é de pessoa pra pessoa.
Legal que você venceu o preconceito! Literalmente pagou pra ver!
Beijos,
Lele

Dri Morango disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dri Morango disse...

Tenho que me animar e fazer o mesmo.
Estou prá lá de sedentária.
Só gosto (e posso) fazer hidro, mas todas as academias boas e com água aquecida estão longe de casa.
Um dia ainda vencerei esta fantástica falta de ânimo... leia-se preguiça. É vergonhoso, mas é real.
Bjs

Marta Diniz disse...

Oi Ana!!!

Vc é muuiito engraçada. Os seus posts são crônicas divertidas. Eu acho que, além de crafter, vc virou escritora... e das boas.
Eu adoro esporte, mas sou preguiçosa. Mas tb, tive alguns obstáculos. Ano passado fiz natação, mas tive que parar, pois aqui onde moro venta muuuito e pegava um resfriado atrás do outro. Tb sou sócia de um clube que quase nunca apareço por lá. Adoro jogar tênis e frescobol, mas falta parceiros, então foi ficando, ficando e nem as caminhadas me animei mais.
Mas agora, depois de ler este post, quem sabe....kkkk
Abraço e bom fim de semana.

Andréia Santana disse...

No corre do dia a dia... me falta ânimo para atividade física, mas preciso tomara coragem e particar, não só por estética mas pela minha saúde. Parabéns pelo o ânimo e determinação.

Quero te convidar a conhecer meu espaço na web; é um blog que fala de tudo um pouco do nosso universo feminino... principalmente moda, que é área em que trabalho... e se GOSTAR de meu cantinho, eu ficarei muito feliz em tê-la como minha seguidora... também me tornarei seguidora de seu blog... aceita a parceria??? Aguardo pela sua visita. Bjks

Ah! Neste domingo passado, eu postei três sorteios que está rolando na blogosfera, de três amigas minhas... ficarei muito feliz se você participar. Bjks

COSTURANDO E COZINHANDO !!! disse...

Oiii ..
Tem selinho pra vc no meu blog..espero que goste..

ótimo fim de semana..

Abraços

Pedaço de Amor disse...

Taí...ando me sentindo um temaki...e nem uso roupa de ginastica! Socorro!!!

»¤Þ䵣䤫 disse...

adorei seu blog, mto bom, parabéns...assim q der um tempinho faça uma visita em

http://www.paulacavequia.blogspot.com

lá vc irá encontrar belas receitas, não deixe de participar, gostaria mto de lhe ter como membro no meu blog... dê sua sugestão, critica, opinião...

COISAS DE IZA disse...

Ana, seus textos são maravilhosos !!!! Dá vontade de ir lendo, lendo e não parar mais !!! Leitura leve, gostosa, franca e encantadora; dá até pra imaginar as cenas: fiquei só imaginando o "sushi gigante" !!!
Beijinhossssss

Mara Porto disse...

Ana Feliz aniversario, que seu dia seja maravilhoso e cheio de alegrias, bjs.

rosana sperotto disse...

Ana, tenha um dia recheado de todas as delícias que alimentam tua alma sensível e detalhista (fazendo jus a uma genuína virginiana, como a outra outra arteira caprichosa aí de cima).
Um abraço grande e colorido de carinho

Rosa do Adro disse...

Bem, que post delicioso....

Eu não faço exercicio fisico por opção (foram muitos anos de ginastica de competição, enjoei!!)mas por vezes apetece soltar a adrenalina.

Faz favor de continuar, porque a nossa vida não é só casa, familia e artesanato - são necessários outros "pormenores" para nos fazer sentir bem!!!

Boa semana!!! (^_^)

Giovana disse...

Adorei conhecer teu blog, realmente esse post foi animador, não sei se vou sair correndo por aí, mas já dá um ânimo de pelo menos tentar... ainda mais eu que ando largada até do meu bloguito...
bjos

Suzana Duarte disse...

adoro os teus textos!
feliz aniversário! tudo de melhor sempre!
bjo
;o)

disse...

Ana, querida!
Ufa! deu tempo!rsrs
Vim deixar meu bjo de parabéns, tudo de bom pra vc... saúde, sucesso...e muito amor na sua vida!
Bjo grandão, Lú.

flávia disse...

Muito bom o texto."Ninguém me chamou de sushi gigante",essa expressão eu vou usar.

bjs,

Patricia Scarpin disse...

Ana, fui lendo o teu post e me identificando com cada linha!

Continuo não gostando de academia, mas comecei a fazer ginástica da academia do meu prédio (moro lá há um ano e não usava esse benefício). Comecei empurrada pelo marido e agora, um mês depois, estou adorando! Não perco de jeito nenhum. E agora, com os braços e pernas ficando mais durinhos, por causa da musculação, sinto mais vontade ainda de continuar.

Beijos!

Laély disse...

Ana: eu já fui "aerobic-holic" ( neologismo particular). Agora, tô na fase mais preguiçosa, mas ainda dou minhas caminhadas com o cachorro. Preciso voltar a correr, porque depois dos 40, a roupa diminui a cada lavagem( não sei por quê?!).
Confessa, se não rolaram uns comentários, nada respeitosos, dos trabalhadores ao lhe virem passar...

ana sinhana disse...

Obrigada, meninas! E vambora pedalar!

La, não notei nenhum trabalhador me faltando ao respeito, mas confesso que o moço da floricultura me deu duas gérberas de presente... hahahaha!
bjs

Bia disse...

Também sou 1 viciada em endorfina hehehe.
Adorei o post.
Bjs!
www.experimentandocosmeticos.blogspot.com

Bia disse...

Esqueci de comentar: o seu trabalho é liiiiindo!
Parabéns!
www.experimentandocosmeticos.blogspot.com