Páginas

sábado, 31 de outubro de 2009

Lembranças na parede

Não consigo planejar muito longamente as minhas invenções aqui em casa. Quando dá tudo certo acho que é pura sorte, porque por mais que o marido fique me pedindo calma antes de sair furando, pendurando ou martelando, realmente não dou conta.
Quando a idéia chega, fico com um comichão danado de ver tudo pronto. Nunca espero a tinta secar 24h antes da segunda demão; nunca deixo a massa descansar por 3h, nunca meço o lugar onde pretendo colocar algum móvel e, sobretudo, faço uma breve leitura dinâmica das instruções das embalagens.
Isso tudo rende alguma frustração, furos desnecessários pelas paredes e algumas receitas perdidas. Mas eu não aprendo. A não ser nos casos em que realmente não tenho a mínima idéia de como fazer, como foi o caso do papel de parede que coloquei atrás da chapeleira aqui na sala de casa.
E olhando minha parede de memórias ainda em construção, vejo que poderia ter planejado melhor:

E até tive chance de fazer isso, pois mudei tudo de lugar quando pintamos a sala, recentemente. Mas recomecei a colocar as fotos de família em torno da gaveta de tipos, presente super bacana que ganhei de uma amiga amada e que acomoda todas as miudezas que encontramos pelo caminho. E distribui os retratos em torno dela, sem pensar muito.
Tem o meu retrato feito pelo meu artista preferido no momento, que enfeita muitos cantos da minha casa e foi pintado especialmente para o dia das mães (reparem como estou linda, com as pontas dos meus cabelos assimétricas bem do jeito que são mesmo!):

E tem a receita de queijadinha da avó do marido, escrita à mão, que guardo no meu livro de receitas. Minha grafic designer predileta fez a arte e eu pendurei junto da foto da minha avozinha, logo abaixo da foto da sogra na praia nos bons tempos (fiufiu):

Esses dias li lá no blog da La que ela sofre com as tentativas e erros de pendurar quadrinhos na sua sala. Entendi perfeitamente a angústia dela na montagem desses quebra-cabeças.
Mas por mais que eu também me angustie com a minha própria falta de planejamento, acho que a casa da gente não se faz do dia pra noite, por mais que planejemos. A casa é mais que as paredes, mais que as geringonças e móveis acumulados.
E as lembranças e presentes queridos que fazem parte da história de uma casa não chegam todas juntas, de um jeito planejadinho.
Parafraseando o RC, os "detalhes tão pequenos de nós dois...", ou de nós três, quatro ou cinco, chegam aos pouquinhos. E vão enchendo paredes, estantes, porta-retratos.
Como os postais japas que ganhei de aniversário de uma amiga mui querida. Um deles veio lindo e emoldurado em vermelho e está na mesinha, junto com uma das minhas fotos preferidas e com o John e o Paul (bonecos dos Beatles que dei de presente pro marido há uns anos), na espera de um lugar especial pra ser pendurado. Os outros, vou mostrar depois:

Então, olhando de novo para a parede da mesa da minha pequena sala, fico pensando que sempre há de caber mais uma lembrança, sempre há de ter um cantinho pra uma memória querida, assim como sempre arrumamos lugar na mesa pra uma visita inesperada. Pois pra que ter uma casa, senão para acolher, receber e guardar aqueles que amamos e as alegrias que vivemos?

Bom feriado!

18 comentários:

Nana disse...

Ah, quando eu tiver a minha própria casa imagino que não vai ter 1cm de parede "ilesa" de fotos, lembranças, coisinhas do coração. Mas a gente dá um jeito! O que eu acho mais legal disso, é quando não fica tudo perfeitamente simétrico (como o seu cantinho, q ta lindo!), porque a vida é assim mesmo, uma bagunça danada que quando junta dá uma coisa tremendamente maravilhosa!
Bjos!

dollystar disse...

Sabe que amei tua exposição de quadros? na minha casa é eatamente assim, tenho de tudo pendurado em todas as paredes e nem as dos quartos escaparam. Lembre-se: nossa é para nos sentirmos bem e deve ter o jeitinho que gostamos!
bjs e bom domingo

Coisas simples da vida disse...

Ana, está tudo tão lindo.....
Eu também sou assim... pintei os quartos, quse morri, mas queria ter o prazer de pintar... só os detalhes "sujo" deixei pro marido...kkkk... mas a segunda demão, não consigo esperar... e ai vai... sempre com pressa, sempre achando que se arrumar muito vai desandar tudo...agora ele está pintando o restante da casa... e ele perguntou se podia tapar todos os burquinhos.... mas como??? eu quero fazer mais, tenhos outras fotos... outras coisitas....e ai já viu....
Parabéns pela sua parede e sua casa linda.
Beijos
telma

Elisa no blog disse...

Obrigada por me seguir. Fico contente.
virei sempre te visitar aqui.
Que tipo de artesanato vc faz?
bj

harumi disse...

ah, mas esta parede não-planejada é muito linda e charmosa! e emocionante, já que traz as lembranças de modo espontâneo (e nào planejado-artificial)! adoro!!!

bom feriado! beijocas,
da harumi

Mara Porto disse...

Na minha ultima arrumação aqui no meu quarto martelei meu dedo, agora a unha tá roxa, mas é que não consigo esperar e quero ver tudo pronto como já estava na minha cabeça,logo que pintei toda a casa por dentro e por fora demorei um tempinho pra começar a furar as paredes, dava pena de estragar, deixei vários quadros guardados, agora já pendurei todos e ainda tenho alguns pra emoldurar, me falta parede, rsrsrrs.
Adorei sua disposição, eu também não sou muito de estudar e ficar medindo, vou no olhometro mesmo e acabo gostando mais assim.

Iris Barcelos disse...

Ficou ótimo.....eu tbm tenho muitos quadros e projetos....mas sou péssima com pregos e martelos....bjs.

Annalu By Anna Sebba disse...

Oi Ana... essa semana fiz um monte de quadrinhos q já queria por a tempos aqui em casa... só consegui por na parede os do atelie e da cozinha e mesmo assim ainda achei q faltou um pra ficar legal na cozinha e ainda vou faze-lo...
fiz um pra cada pimpolho aqui de casa tb, mas ainda não pendurei pensando em como juntar td num mesmo quarto... mas loglogo eu descubro...
ficou linda a sua parede desse jeito mesmo... e eu detesto qd alguem fala q alguma coisa aqui em casa ta assimetrica.. era pra ser assim pow!!! pq tem q ser td igual revista de decoração??
bjusss

Bel disse...

Adorei a parede de lambri com as lembranças, deu um charme de casa da colônia, parabéns!

ana sinhana disse...

Oi meninas!
Só pra esclarecer: acho legal e admiro demais quem planeja as coisas direitinho. Eu é que não sou assim!
bjs, bom feriado,
Ana

Nani Veiga disse...

Eu entendo perfeitamente,e sinto muito por ser assim digamos "sem paciência",é por isso que estraguei aquele "balcão",e é por isso também acerto algumas vezes,porque ser espontâneo é asim mesmo,e isso se reflete em nossas paredes,nossos cantinhos...Essa sua linda parede com certeza foi um acerto,uma identidade,um espaço único...Amei!!
Beijos

Karina Sensales disse...

É isso mesmo! A casa não é feita de perfeição visual. Ela é feita de sentimentos, sensações e memórias. Quando alcançamos esse estado, ela se torna agradável, confortável, aconchegante. Conseguimos dar boas vindas a quem chega e a nós mesmos. Só então, percebemos que não precisamos morar num linda vitrine para sermos felizes!
Beijos e bom fim de feriado!
Karina

Mina disse...

Ana, é encantador ver esta parede cheia de boas lembranças, não tem preço!
E essa história de planejar, medir, calcular também não sou muito disso não,hehe! eu te entendo! Só posso te dizer que sua sala parece super acolhedor, parabéns!
Boa semana, beijinhos,
Mina

Laély disse...

Ô, Ana...Amei seu relicário de imagens!
Especialmente sua caricatura, tão bem feita! Igualzinha a você!
O postal japa é uma delicadeza, só!
As fotos antigas, são uma preciosidade! Vou separar algumas minhas.
Resolvi dar um tempo nas minhas paredes e deixar a poeira sentar, para que as ideias se assentem também! Ainda mais, que tenho de preparar uma festinha para o aniversário de 10 anos do caçula!

Paty disse...

Eu vou pregando sem noção mesmo! Qdo vi o vermelho e as flores de cara separei pra vc, achei a sua cara! Bjinho!

azuki disse...

Amei, demais aquele nichos com objetos de pura poesia! Vou copiar a sua ideia e colocar minhas melhores lembranças para o meu filho de 2 anos... e qdo. ele tiver sei 30, 40 anos vai se lembrar de cada detalhe pois vou escrever um livrinho de cada objeto e anexar junto. Obrigada por compartilhar as suas ideias...bjs

Vane Aguiar disse...

Fazia um tempinho que eu não passava por aqui, com todas as loucuras que a vida me reservou nos ultimos tempos agora estou colocando tudo nos eixos. Estava com saudades daqui e quando chego vejo aquele quadro com briquedos quase chorei... eu tinha um desses quando era criança branco com briquedinhos que vinham em promoções, coca cola.. melissa... e coisinhas que minha me dava... quantas saudades fiquei... porque não lembrava mais disso... emocionou!!!

Otima semana menina dos lindos posts.

Abraços
http://www.cabiveiseincabiveis.blogspot.com/

Angela disse...

Está linda a parede de fotos e lembranças. Eu acho que o legal é justamente essa "imperfeição" que é natural quando a gente vai agregando coisas e as memórias aqui e ali ao longo do tempo. Eu tb tenho uma parede assim aqui em casa...e volta e meia alguma lembrança nova ou encontrada nos baús é acrescentada. muitas vezes paro e olho e me pergunto: gente porque esses que esses quadros na parede ficam tortinhos? Ficaria melhor se tivesse posto aquele antes desse... que fazer? nada é perfeito...mas a gente olha e fica feliz.
Felicidades.
Angela