Páginas

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Meu maior pesadelo...

Eu sou um bicho caseiro, ponto. Adoro viajar (e reclamo quando a gente aqui passa muito tempo sem ir pra lugar nenhum), mas adoro mais ainda voltar pra casa.
Não que eu tenha ido longe, nem por longo tempo. Foram só dois dias fora. Porém, pra esses dois dias funcionarem bem, são muito outros dias de horário estendido trabalhando. E quem faz bazares sabe bem como é essa vida de sacoleira moderna.
Enfim, cheguei em casa domingo, quase segunda, louca pra tomar um banho e cair na cama. Dormi feito pedra? Que nada, tive um baita pesadelo, que vou compartilhar com vocês, pedindo as seguintes ressalvas: considerem que eu estava cansada além da conta, dividida entre a agitação de um monte de gente falando comigo e a calmaria do lar e entre as amigas que adoro e minha família amada me esperando em casa.
Então, vamos lá.
Sonhei que eu e marido tínhamos saído pra uma viagem romântica, pra comemorar o aniversário de casório. Lindo, né? Isso se ele não tivesse levado um amigo junto porque precisava terminar algum raio de relatório de trabalho. Humpf!
Chegando lá, ele me fala pra esperar na recepção do hotel, porque o amigo havia preparado um presente pra ele. E, pasmem, era a Helena da novela das nove da Globo esperando peladona no quarto! Pqp!
(aqui, abro o parêntesis pra explicar que não assisto a novela, mas acompanho os comentários das noveleiras no twitter e adquiri ódio mortal da chata da Helena e do marido pelancudo, babão e mulherengo dela)
Claro, entrei em desespero enquanto meu marido se divertia no quarto com a piriguete. Outro detalhe: se fosse na vida real, a essas alturas, o sonho já estaria tingido de vermelho, porque rolaria é sangue, minha gente! Só em sonho que eu fico de mosca morta chorando em recepção de hotel.
Então, veio o amigo me consolar, falando que era pra eu relevar, que era coisa de homem. Mereço, amigo mala, amigo da onça, amigo urso. Nem vou publicar aqui o nome dele, temendo represálias da mulherada.
Então, resolvi tomar uma atitude: peguei minha malinha e fui pro carro, decidida a vir chorar em casa. E qual não foi meu desespero ao ver a talzinha Helena saindo em disparada no meu possante?
Aaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhh!!!

(...)

Voltando à vida real, acordei num baita mau humor, com vontade de chutar as partes íntimas do ser humano que dormia tranquilamente ao meu lado, com aquela cara de inocente que desfruta do sono dos justos. Ai, que raiva!
Mas, calma, maluca, era sonho, se controla.
Quando levantei, olhando meio de esgueio pro marido, ele me pergunta se tinha dormido bem e eu solto os cachorros, contando o pesadelo. E ele, contendo o riso, me pergunta se a moça era bonita. E chinelo voa pelo quarto...
E aqui, abro um espaço para as gargalhadas. Isso, se divirtam às custas da minha insanidade, como fez a minha mãe na segunda à tarde, rindo de se dobrar do pesadelo dessa pobre filha.
Enfim, melhor dormir de olho aberto. E, já que o inconsciente revela o medo tamanho de perder a minha majestade doméstica, melhor ainda agradar a freguesia. Então, ontem fui pra cozinha, atendendo ao desejo de bolo dos pequenos. Claro, de chocolate (eta molecada que não varia!). Mas fiz uma mudancinha na receita por minha conta e risco e coloquei 1/3 de xícara de avelã moída na massa de chocolate. Ficou com aquele gostinho de Nutella, que foi pra cobertura também, arrematada com uma avelãzinha.
Galera se esbaldou por aqui:

E, por falar em cupcakes, semana passada, no meio daquela correria pré-bazar, teve aniversário duplo, da minha irmã e do marido. Minha irmã é uma mulher e tanto. Linda, inteligente e, segundo meu filho caçula, uma tia das mais divertidas. Sofro pensando em como agradá-la, porque ela nunca esquece da gente. Olha um dos presentes fofos que ganhei dela no meu aniversário:

Minha vontade era fazer uma das receitas do livro e levar pessoalmente, mas não pude. Então, encomendei dessa moça, que tem uma fábrica de delícias, muito mais elaboradas do que a dona-de-casa aqui conseguiria fazer. E ela ainda foi levar lá na casa da minha irmã. Impecável, delicada, profissional e talentosa!
E, pro marido, fiz a torta preferida dele, meio tarde da noite, mas fiz: pêra com massa de nozes.

Duvido que a talzinha da Helena consiga fazer torta igual. Duvido...

29 comentários:

Pedaço de Amor disse...

hahhahaa!!!
Ai...a gente sonha cada COISA...
Pior quando sonha com "helenas" conhecidas!!! rs
Quero um teco dessa torta aí...

Adri disse...

o Twitter é a novela da vida real - fofoca, intriga, coisas engraçadas, coisas tristes... SEI LÁ, SEI LÁ... entende?
vc precisa ver a novela pra ter certeza ABSOLUTA de q seu maridão JAMAIS vai te trocar pela songamonga, a PIOR Helena do Manoel Carlos - #prontofalei

Eliene Vila Nova disse...

Ai amiga só você mesma, mas te entendo, um dia acordei dando porrada no José, o meu sonho parecia tão real, coitado acordou assustado,kkkkkkkkk...
E olha fiquei aqui desejando os cupcakes, ah JEsus!
e a torta o homen daqui de casa babou, é o que sempre digo: Sou mais eu também!rsrs
Voc^`e é mara.
Oh mulher talentosa,beijos.

Fefe disse...

Ana! Auahuahu!

Cnsigo imaginar o que passou de manhã, tenho sonhos assim também e o que mais me irrita é a cara de "tanto faz" que o namorido faz no sonho! Mas diferente de vc, nos sonhos encho ele de porrada!!! Só no sonho mesmo!

Ninguém merece essa Helena!

Agora, esta delicia de Nutela é covardia hein?! E a receita? Onde a gente consegue?

Bjinhos

Ps: tem promoçaõ lá no meu Blog!

Fefe

c r i s disse...

Hahahaha!! Tô rindo, mas isso já aconteceu comigo e dá mesmo vontade de porrada prá todo lado!! Tava com saudade Ana... Vou engrossar o coral RECEITA...RECEITA...RECEITA!!! Bjo...

Cris Paz disse...

Estou aqui, concentrada montando uma proposta muito importante, quando cismo em checar meu google reader. Salta que vc fez um post novo. Eu deveria estar escrevendo a tal proposta (já que tenho duas pessoas da minha equipe aqui comigo), mas a curiosidade de ler seu texto era maior. Pensei: ah, pausa para o café (mesmo estando com o prazo estourando!)... começo a ler e a dar risada (o pessoal me olha, estranha, mas nem se atrave a comentar). É tão engraçado esses sonhos, pq acordamos com vontade de esganar o dito cujo.
Ana, vc não tem só o dom do alinhavo viu, é danada com as palavras tb.
Adorei e já me coloco à disposição para te ajudar a pegar a periguete da Helena na esquina.
bj

Fala Mãe! disse...

Oi Ana! graças a Deus que sonho é só sonho né? Eu ando tendo uns tão psicodélicos.: Sonhei dia desses que eu me casava de novo com meu marido mesmo, mas meu vestido era todo de bolacha wafer, pode? Sonho de gorda rs. E esses cupcakes, avela na massa é covardia hein? Te mandei email, vc viu? beijos querida

Elaine Rodrigues disse...

Oi Ana,
Vou confessar tive altas gargalhadas agora!!
Mas tenho que confessar outra coisa, isso já aconteceu comigo, e o pior que fui tirar satisfação com o marido!!! Ele ficou sem entender nada... me perguntando: que mulher? vc esta doida.
Daí eu contei que foi no sonho, e então foi a vez dele cair na gargalhada!!!rsrsrsr
Ainda sobrou algum desse bolo? Nossa é de comer com os olhos, passa a receita pra gente vai!!rsrsr
Bjos

Fabiana disse...

Ola Ana!!
Meu primeiro comentario no seu blog.
Ja acompanho o blog, faz um tempinho, e vejo sempre as suas maravilhas.
Engraçado, mas tambem tenho muitos pesadelos assim...e vc acredita que quando eu choro no pesadelo, acordo com os olhos cheio de lagrimas.
Adorei o seu cupcake!!!

bjs

Coisinhasdalili disse...

Nossa, Ana. Que coisa, a nossa cabeça funciona de um jeito, né? Minha filha de 6 aos me perguntou esses dias porque nosso cérebro cria pesadelo na cabeça da gente...bem, filha...é...é um tipo de curto-circuito, volta e meia as coisas quebram mesmo, depois se consertam sozinhas, não se preocupa não...
Me saí bem? Sei lá, foi o que deu na hora!
E só pra registrar, já bati muito no meu marido porque ele tinha aprontado a noite inteira...no meu sonho...Ele não sabia porque estava apanhando mas eu sabia porque estava batendo, tudo bem, né?
Bjkas!

Coisinhasdalili disse...

Ah...vc daria a receita desse cupcake pra saciar minha...curiosidade?;-D

Vanessa Valadares disse...

Oie...menina me passa a receita do cupcake..ficou perfeito...fui fazer em casa outro dia e deu tudo errado...sniff.
e num esquenta com sonho maluco não....vira e mexe tenho os meus hauhauhau socorro!!!!
Beijokas

Antonio Carlos disse...

Muito engraçada a história... dei muitas gargalhadas por aqui!!! E o relatório? Pelo jeito, no final das contas, acho que ele não foi finalizado né... ahahuahua

ana sinhana disse...

Antonio, só tenho uma coisa pra te dizer: seus dias de alcoviteiro terminam nesse sonho, ok?
hahahahahaha

Oi Vanessa, oi Elaine, Oi Cris, oi Fefe, oi Lili!
A receita é assim: pegue sua melhor receita de bolo de chocolate e substitua 1/3 de xícara da farinha de trigo por 1/3 de xícara de avelã moída. E cubra com a nutella pra completar!

Oi Fabiana! Eu também sou assim! Se choro no sonho, acordo chorona!

Oi Lili! Se saiu muito bem sim!

Oi Cris! Pôxa, elogio de quem escreve bem como vc é tudo de bom!
Mas, na verdade, a história é que é boa, né?

Oi Eliene! É o tal negócio: eles não sabem por que estão apanhando, mas a gente sabe porque tá batendo!
hahahahaha

Oi Adri e Elô! Vcs me viciaram em detestar a novela sem eu nunca ter assistido!

Oi Cynthia! Qual e-mail, mulher? Vou olhar na caixa de spam, de vez em quando acontece!
bjs

Shilola disse...

Oi querida,
Sei que deve ter sido uma sensação horrorosa, mas não tive como não rir!!!! :D
Façamos um pacto! Chega de novelas globais (ou qq outra)! Manoel Carlos, seu pimpão, tá querendo destruir lares felizes ou o que? Não to entendendo tb!
Dia desses eu me rebelei contra novelinhas lá no blog tb!
Afff, ninguém merece!
Bjocas,
Carol

Shilola disse...

Ah, vc tem um João Pedro de 14??!?!, Ele é muito danado? Minha mãe vive falando que João Pedro é nome de criança danada!!! Hahahaha, acho um barato ela associar nomes a características das pessoas... ;)
Mas eu fiquei sabendo que vc tá se esforçando pra ir no encontro que a Claudinha tá promovendo... :D Quero conhecê-la pessoalmente! :D
Bjocas,
Carol

Manu Demonti... disse...

Hahaha...Aninha tu é uma figura!! Dei muito risada aqui...
Beijocas no coraçao amore!

Coisas simples da vida disse...

Ana, adorei seu post... o pesadelo foi terrível mesmo.... mas de dá gargalhadas.... adoro como você escreve...
graças a Deus foi apenas um sonho...
beijos
telma

Friends Forever disse...

Oi Ana, tudo bom?
Adorei seu blog!É muito lindo!Muito bacana suas coisas.Parabéns!
Vou adicionar no favoritos.
Bjs, Rozani

rosana sperotto disse...

Ana, que tempero tão bem combinado nesse cardápio de texto, imagem, humor, olhar atento ao dia-a-dia... Dei boas risadas, comendo as frases como uma glutona para chegar logo ao grande final. E pedi bis: li mais duas vezes! Querida, tem uma coisinha lá no AMÉM (ou melhor, duas, em forma de bebês) que acho vais gostar de ver. Beijo grande

Srta.Formiga disse...

Duvido!!!!

Nana disse...

hahaha, depois os homens ficam com cara de bobalhoes sem entender de onde saiu essa raiva toda... e a gente ainda tem q aguentar as safadezas oníricas deles e ficar sorrindo?? hahaha!
seu cupcake ficou muito lindooo!
bjos!

Paty disse...

hahaha um dia ele vai ter um pesadelo com vc e o Gael...

Coisas simples da vida disse...

ana estou te seguindo....
beijos e ótimo fim de semana...
telma

Laély disse...

rsrsrs!
Ana, desse mal você pode estar certa que não periga! Imagina: com aquela cinturinha, a tal Helena deve servir apenas alface com vinagre balsâmico para o marido! Nao é a toa que ele já está "comendo" em outras freguesias! ha, ha, ha, ha!
Tá mais que certa em fazer um agradinho!

Maysa Heiko disse...

Ana
Adorei seu blog. Estou te seguindo e te coloquei lá no meu bloguinho ok?
Aparece no meu para conhecer!
Lindo trabalho o seu...
Beijos carinhosos

Eva disse...

Diverti-me horrores com a aparição da Helena em seus sonhos.
Obrigada!

ana_didi disse...

Esses sonhos realistas são ótimosss!
Tô morrendo de rir aqui com o seu e o da Falamãe vestida de wafer!

Ana Claudia disse...

Oi Ana ,
eu queria essa receita da torta de pera com massa de nozes que você fez para o seu maridão. Fiquei com água na boca,
bjos,
Ana