Páginas

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

A boa colheita

Não tenho grandes neuroses com superstições, mas o fato é que o 13° dia do mês me deixa azeda. E dura, porque é dia de pagar a fatura do cartão de crédito. E, pior, olho no calendário e a maledeta data cai numa sexta-feira.
Tudo bem, o meu Jason de plástico nem é tão mortal assim (quem não tem muito, gasta pouco. Ou, pelo menos deveria ser assim, né?). E logo o terror acaba.
A questão é muitas vezes ficamos tão voltados pras questões práticas do dia-a-dia que o tempo passa, o ano acaba e a gente nem se dá conta. E, conforme vai chegando o final do ano fico me sentindo engolida pelo olho do furacão, com trabalho e cansaço demais, pouco $$ e um leão pra matar até começar tudo de novo. Mas não tem jeito e, mesmo sem saber onde tudo isso vai dar, a vida não espera, nem a fila de pinguins por costurar aqui na bancada.
Mimimi à parte, se é duro colher os frutos da vida, os do quintal estão lindos, crescendo e se multiplicando diante dos nossos olhos extasiados (nossos e dos passarinhos, sócios na colheita).
As parreiras foram plantadas pelo marido, que também fez o caramanchão em frente ao nosso forninho de pizza. E esse ano vieram as uvas, tão lindas que parecem de cêra:


E tem as framboesas, que a gente adora. Essa é uma delas, pretinha e azeda, mas que dá sobremesas deliciosas. A outra, vermelhinha, já deu o ar da graça no quintal este ano e abasteceu nosso freezer:


E tem o pé de lichia, na frente da janela do ateliê. Se eu tivesse que descrever lichias numa redação escolar, além de suculentas, deliciosas e engraçadas, eu diria que é um frutinha misteriosa, pois aparece quando quer. E a gente nunca descobriu qual é a manha. Esse ano, os cachos estão até pesados, acho que para compensar o par de anos de ausência:


Isso tudo me faz amar a minha casa e meu quintal. Eu e a mamãe passarinha, que montou seu ninho bem em cima da parreira:



A natureza é sábia. Talvez os frutos demorem. Talvez pulem estações. E embora eu seja aquele tipo de pessoa pouco tolerante e bem ansiosa, tenho aprendido que a certeza da colheita começa com uma esperançosa sementinha.
Boa sexta-feira 13!

22 comentários:

thecookieshop disse...

Ai, que post mais lindo! Tão gostoso ter um quintal assim, com as coisas acontecendo a seu tempo e sem pressa, ao contrário dessa vida louca! Um beijo bem grande e boa sexta 13 pra vc também!

Véia da Teia disse...

a simplicidade do seu quintal é um luxo! acredito que estarmos no mundo é um exercício constante, e são as farturas, faturas e fraturas só nos fazem enriquecer.Passar por tudo e continuar bordando-se, alinhavando-se, costurando-se é a grande magia!
#prontofalei.
Bejão, Senhora Ana Sinhana!
da Senhora ao Sul ( Véia da Teia)

Ester disse...

Oi Ana!!
Ficou aguardando seus posts, adoro!
Este está especial, tbém fico me perguntando porque corremos tanto, atrás de que afinal?
Pensando muito nisso, e quando a minha filha saiu de casa prá estudar, abri mão de um concurso (que não era grande coisa) e passei a trabalhar meio período para "ver" meus dois menores crescer, foi uma ótima decisão, não que eles precisem tanto de mim, o André tem 14 e a Lela 13, já estão grandinhos, mas eu preciso muuuuito deles!
seu quintal é maravilhoso, amo parrerais de uva, mas no Mato Grosso sem chance.
beijos e bom final de semana!
PS: Cada carro ou caminhão que passa em frente a minha casa corro prá ver se é minha encomenda, rsrs...
beijo e bom final de semana

Fala Mãe! disse...

Ana querida! Que delícia de quintal, e essas framboesas? hum..Olha que eu vou te visitar um dia...Eu que vim praticamente da roça, quase morro aqui trancafiada num ap rs. beijos e bom final de semana

Vanessa disse...

nossa! que maravilhosas as framboesas.... adorooooo:)

Luciana Casado disse...

Oi Ana, adorei o post!
Sabe, meio do mês é meio esquisito, acho que pq o dinheiro está por acabar e tu ainda tem o resto do mês todinho... sei lá... mas vamos indo...
E o teu quintal é lindo, inspira a natureza!!
Bjus, Lu

harumi disse...

nossa, estou super-em-dúvida do que achei mais lindo: a màe-passarinha, as frutas, seu caramanchão, seu quintal (que deve ser um sonho e um dia eu vou ter um parecido!*), suas produções(dentre costuras e textos).... tudo o que já gostava e que agora se misturam e me inspiram!!!

beijoconas e boa sexta 13 procê!

*me senti A invejosa, ainda mais em plena sexta 13! hahahaha....

Fatinha disse...

Nossa tudo tão lindo... enquanto isso no meu quintal, os matos engolem a roseira que estou tentando cultivar!!!


bjao

ana sinhana disse...

Oi Fatinha! Aqui também tem bastante mato, mas faz parte, né?

Oi Harumi! Nem fique com inveja, que nem sempre é tudo assim, tão lindo.

Oi Luciana! É assim, e a gente vai levando!

Oi Cynthia! Pendura uns vasinhos na janela pra matar as saudades!

Oi Vanessa!

Oi Ester! vc rastreou no correio? Agora também fiquei ansiosa!

Oi Véia! vc sempre tão poética... adoro esse seu jeito!

Oi Paula! Fico na torcida pelo quintal! Aliás, vc tem cara de casa com quintal e picnic na grama! hehe

Bjs

Livia disse...

Ah, que ótimo! Minha sexta-feira estava tão 13 que eu nem percebi que era sexta 13. Vendo seu quintal até dá uma animada para esperar o sábado 14, rsrsrs
beijo

Vanessa Valadares disse...

HUm....que delícia de quintal. Suas uvas estão lindas.
Beijokas

Nina disse...

Oi Ana, já tinha escrito um outro comentário e não sei pq ele não entrou.
Adorei o post, o quintal, as frutas e o ninho.
Também tenho um quintal com muito sabiá.
Teu blog é lindo, assim como teu trabalho.
Se vc tiver um tempinho, passa lá no meu também tá?
http://ninadeoliveira.blogspot.com

Beijão

Nina

bia disse...

Oi Ana! que bonito tudo isso! Quando a gente tem o olhar para as coisas que realmente sao valiosas, o que é um cartão pra pagar ou uma sexta 13?
Bjos.
E os bazares? o convite tá de pé? vamu que vamu que a vida não espera...nem a fila de pinguins rsrs

rosana sperotto disse...

Oi, Ana, me lambuzei de encanto com o teu quintal e teu texto sempre primoroso, redondinho. E fiquei aqui matutando: não é mesmo um grande barato que aquilo que faz nossos olhos brilharem e nos alimenta tenha o mesmo valor para outras pessoas? A tribo dos quintais parece que tá se encontrando pela blogosfera, não é, querida? Esse mesmo olhar pelo o que realmente importa acho que nos fortalece para dar conta de todos os leões com mais serenidade. Abraço grande!

Laély disse...

Ana, e quem disse que sexta feira 13 é dia de azar?! Sorte nossa, que fomos convidados a dar uma volta no seu quintal encantado, apreciando tão gordas e pretas frutinhas!
Tem razão quanto à lichia. Mistééérioo! Temos um pé no quintal de casa, também. Até agora, tem se preocupado apenas em encher de folhas e galhos. Talvez, esteja se preparando para dar cria...
Falando em quintal, mostrei uma festinha, só para princesinhas em um jardim. Poderia nos ceder o seu?...

ana sinhana disse...

La, é um mistério mesmo, né? até perguntei pro moço que vende lichia. ele disse que, no sítio, tem umas que ficam anos sem dar frutos e de repente carregam de ficar com os galhos pesados.
Acho que lichia é meio mulherzinha, fica na TPM, depois desencana!
Vou lá ver a festa das princesas!

Rosana, quintal é tudo de bom, né?
Acho que aqui é nosso salão de festas, de brincadeiras. Tá sempre cheio de passarinho, de borboletas. Uma alegria só!

Oi Bia! Vc chegou a falar com a Pri?

Oi Nina, depois vou lá passear no seu quintal com calma!

Oi Vanessa!

Oi Lívia! Ainda bem que tem o sábado 14, né?

Bom final de semana,
Ana

Erika disse...

Ana, que delícia de post!
E que bênção poder viver cercada de natureza, colher frutinha no pé, curtir os pequenos (e mais importantes!) momentos da vida...sou sua fã!
beijos e um lindo fim de semana!

bia disse...

Oi Ana, não cheguei a falar com a Pri. Como voce me indicou, achei melhor esperar que ela entrasse em contato, mas ainda não entrou!
E como resolvi nao fazer mais feiras pra lojistas, queria muito saber como fazer para participar de bazares bacanas como o maos e obras.
bjo e bom findi!

Carmem Rubim disse...

Oi Ana
Vim fazer um convite especial.
Gostaria muito de contar com tua presença na minha promoção.
TE aguardo amiga.
Beijos

c r i s disse...

Oi Ana, que coisa boa de quintal!! Meu sonho de consumo, um quintal assim todo verde e encantado ... Ai, ai tô suspirando... Bjo

Nilgusmao disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nilgusmao disse...

O seu texto é tão gostoso quanto o seu quintal, a sua casa.
Eu bem sei a delícia desse convivio tão proximo da natureza. Convivio que desfruto todo fim de semana com meu namorado. Paramos de contar quantas coisas já fizemos com os frutos colhidos. Até goiaba com bicho virou doce.rss Claro que tive o cuidado de tirar os bichos mesmo tendo pavor daqueles monstros brancos e gordos, mas acho nojento. O que sobrou, fiz goiabada cascão. Já fiz doce de manga, quando deu pq na região fria é difícil. Fiz geléia de amora, doce de casca de laranja, humm uma delícia. Enfim, plagiando o cartão de crédito "viver este prazer não tem preço".
Adoro seu blog. Vou acompanhar sempre.
Bj.