Páginas

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Receita de amizade?


Quem me conhece sabe o quanto sou arredia quando se trata de intimidade e amizade. Simplesmente porque acho que tal relação não pode ser algo unilateral, pois pressupõe troca, disposição em aceitar o outro, carinho, cumplicidade.
Com o passar dos anos, percebo que meu grande desafio pra ser uma pessoinha um pouco melhor é ser mais tolerante, pois pisadas na bola sempre me incomodaram muito. E, com o incômodo, vem a birra e a mágoa. Mas estou tentando aprender.
Certa vez, há muitos anos atrás, uma pessoa bateu na porta da casa em que eu morava e disse que queria ser nosso amigo. Nunca rolou, pois por mais que a oferta fosse sincera, pois aquilo foi bem estranho. Acho que só daria certo se fosse entre crianças de 06 anos, brincando no tanque de areia da praça. E só rendeu algum desconforto e piadas internas. E, até hoje, de uma forma ou de outra, acho engraçado pensar em pedidos forçosos de amizade. Nem nos meus momentos mais solitários eu conseguiria fazer isso.
Não me entendam mal. Talvez seja meu lado cafajeste, como o cara que chega pra terminar o namoro e fala baboseiras do tipo "você é perfeita, o problema sou eu, preciso de espaço, vamos dar um tempo" e blá-blá-blá. Não rola, não consigo e até me culpo, simplesmente por não sentir nenhuma culpa.
O fato é que amizades se conquistam de forma inesperada, em pequenos gestos e, sem a gente se dar conta, a afinidade vira cumplicidade. E a troca do dia-a-dia torna essencial a presença daquela pessoa na sua vida.
Nas relações virtuais não poderia ser diferente. Depois de virar macaca velha, aprendi que é preciso ter cuidado redobrado. Demarcar espaços, pra depois não ficar reclamando. Sim, porque se há invasão, é por permissividade e oversharing, como diz uma sábia amiga minha.
E assim vamos aprendendo a encontrar nossos pares, pessoas que podem vir a ser boas amigas na vida real. Sem cobranças, intrigas ou tramas novelísticas. E tudo começa com uma pequena troca, um comentário no twitter ou no blog, uma idéia em comum, gostos parecidos, mesmas profissões.
Foi desse jeito simples que comecei a me relacionar com a galera dos crafts e comida. Crafts pelo fato óbvio de ser minha área. Comida, por ser uma paixão que, cá entre nós, tem tudo a ver com crafting. De vez em quando, quem passa por aqui pode até achar que tenho a pretensão de ser food blogger. Nem, mas mantenho os pés na cozinha, com muito prazer.
Então, topei entrar num amigo secreto entre crafters e foodbloggers, organizado em conversas pelo twitter. E, ao longo da brincadeira, encontrei pessoas bem bacanas.
No sábado, tive a alegria de receber o presente em mãos da minha amiga não mais secreta, a Adriana, do kanten. E não me contive! Parecia criança recebendo o presente!
Na foto, a Isabel, do La Sucrerie, que foi nos visitar; a minha amiga véia de guerra (na verdade, parece que a véia de guerra da amizade sou eu, mas tudo bem!), a Paty; euzinha, cansada, com olheiras e descabelada, mas feliz da vida com minha jarrinha, e a queridona Adriana.
Na baita sacolona que recebi, era presente que não acabava mais. A jarrinha a Adriana desenhou à mão, em vermelho pra combinar com a minha cozinha (fala se isso não é delicadeza demais pro meu coração?), com o tutorial do superziper.
Guloseimas da Liba, rapidamente surrupiadas pelas crianças aqui em casa (tive que esconder pra conseguir a foto).
Uma vasilha antiguinha daquelas com tampa comprada na Paula Souza, totalmente a minha cara! E amarela, a cor que tenho introduzido em detalhes aqui na cozinha de casa (e a Adriana nem sabia!).
E a vasilha veio recheada de delícias que eu adoro (casquinha cristalizada de limão, chazinho de camomila e cocadinhas) e de um desafio: fazer kanten!
Cartão com a receitinha e cartão fofo, impressos pela Adriana (com link lá no kanten).

Tudo tão detalhado, tão cheio de delicadeza, que só posso agradecer e dizer que estou encantada. E, de novo, percebo que se não há receita para se conquistar novos amigos, muitas amizades podem sim começar pelo estômago.
Valeu, Dri. Espero ansiosamente pelo encontro comilança!

Em tempo: essa foi apenas uma das gratas surpresas do bazar de sábado. Depois volto para contar mais sobre as pessoas queridas que conheci.

12 comentários:

Dri Morango disse...

Que delícia de encontro.
Realmente, amizades são conquistadas e não impostas.

MARCI GOELZER AROMATIC THERAPY disse...

Ana você escreve dum jeito que parece ler pensamentos...queria ter o teu dom de expressão e não consigo..me acho muito parecida contigo..as vezes me tiram por cheia e exibida ...mas amizade se conquista e não se impõe como disse a Dri...nem sei o que dizer, mas gosto de ler o teu blog..um dos poucos que leio, pq os outros acho muito blá blá blá.... que me desculpem...
As vezes tb fico c/ a consciência pesada e qdo li hj aqui o que tu escrevestes sobre amizade, mais alívio me deu e tb certeza de que tão errada não estou...
Fica aqui um abração meu ... Marci

Marina Mott disse...

Que delícia de presente e de visitas! Estava super programada para ir ao bazar, infelizmente tive um contratempo. Fica para o próximo!!
Bjs e belas palavras!!

Laély disse...

Que delicadeza...assim, como é delicada a relação de amizade. Como citei, no post "Quando eu crescer...": "o blog cria ligações e acaba formando pequenas redes fundadas em torno de afinidades" (trecho, extraído de um artigo na Vida Simples de dezembro).
Realmente, amizade não se impõe: cultiva-se.
Um beijo, amiga( posso?...)!

Dri Simizo disse...

Ana! Fico feliz q gostou =D! Foi tudo pensado com mto carinho! Q bom q acertei sem querer no amarelo =P!
É mto bacana mesmo conhecer as pessoas ao vivo! E tem gente q ainda não vê utilidade no Twitter, né!?
Bjs!!

Bárbara Lopes disse...

Acho que receita pra amizade é daquelas que a gente vai ajeitando com o tempo, uma hora testa um ingrediente, aumenta dali, diminui um outro até chegar no resultado melhor. Esse processo não é fácil, mas na hora que a receita dá certo, é tão bom!!

Acredito que isso vale pra vida também e é sempre muito bom encontrar pessoas especiais com as quais trocamos tantas idéias pela internet. Pessoas que nos surpreendem e mostram que o virtual ainda tem seu crédito!

Linda história Ana.
Abraços!

ps: queria ter ido no bazar. Agora só ano que vem pra visitar estas bandas. =D

.faso disse...

Olha só dona Ana: nãe se ache estranha por querer proteger sua integridade amizística (eitcha que invenção essa!), afinal amigos surgem e não são servidos em caixinhas como fast food.

E digo mais: nessa vida toda teremos muitos conhecidos que chamamos de amigos ou colegas, mas amigo-amigo mesmo só um ou dois que sempre receberemos de braços abertos, mesmo passado anos sem nos ver.

Um super abraço,

tio .faso

ana sinhana disse...

Oi .faso!
O bom dos anos de experiência acumulada é que a gente consegue separar as coisas nos escaninhos. E, pra mim, amigo mesmo é aquele que sempre volta. E a volta é sempre feliz.

Oi Babz! peninha que vc não foi, tava tão legal! Vc vem só depois das férias?

Oi Dri! Como diz a Paula (@thecookieshop), o twitter é nossa pausa pro cafezinhos com os amigos!

Oi La! Vc é uma excelente jardineira nesse canteiro!

Oi Marina! Que peninha!

Oi Marci!Legal que vc se identifica!

Oi Dri! Concordo, esses sentimentos são cultivados!
bjs

Luzbela disse...

Sabe, sou assim como você, e muitas vezes me senti sozinha por não consegui ser tão "dada" com as pessoas.

Fico pensando quantos colegas passaram e não ficaram, talvez por eu ser mais reservada que a maioria.

Amiga mesmo só tenho uma, mas sinto inveja dessas reuniões em grupo, queria participar de algum grupo de amigas, sabe, do tipo que toma chá, fala de homens, moda, beleza e coisas que toda menina gosta.

Por isso te dou parabéns por essa conquista...
...
Mudando de assunto:
Então...não deixa de participar do Sorteio no meu blog. Estou rifando gloss exclusivo no meu blog "Mundo a Fora"... com um número você concorre 3 vezes

Bárbara Lopes disse...

Oi Ana! Eu devo ir nas férias em janeiro, talvez fevereiro, não sei ao certo ainda. O Janjão vem agora para o Natal, mas dia 13 de jan. já volta para Campinas por conta do mestrado.

Aí se eu for te dou um toque para nos encontrarmos com mais calma. =]
Beijocas

Erika disse...

Que delícia de encontro, Ana!
Eu também sou um pouco arredia, depois de algumas decepções...mas tenho encontrado muita gente bacana aqui na internet.

Eu também me identifico muito com você e adoro seus textos.

E vim aqui pra te dizer que os kits apagão e são tudo de bom e de lindos e de fofos e de super úteis!

Seu trabalho é lindo!

beijocas

Paty disse...

Vc sempre será minha amiga de guerra e véia nunca mesmo pq sempre teremos o espírito jovem, livre de idade, peso ou beleza!
Bjo no seu ♥!