Páginas

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Na cozinha: purê de framboesas e uma geladeira nova

(café da manhã de hoje: granola, iogurte e purê de framboesa)

Segunda semana de um ano novinho em folha. Depois de tanta festança, 2011 finalmente parecia ter começado, com muita animação na faxina, nas novidades pra casa e muitos planos. Mas eis que surge um barulho esquisito vindo da cozinha, na noite de sábado. Era nossa geladeira, dando os primeiros sinais de aposentadoria.
Entre achar um técnico pra nos dizer que não tinha mais jeito porque a rebinboca da parafuseta havia quebrado pra sempre até a chegada da nova, foram cinco dias de sacos de gelo comprados no posto de gasolina, muita comida extra na mesa e mais um tanto jogado fora, já que o freezer que usamos de vez em quando resolveu pifar também.
Não vou dizer que a revolta dos eletrodomésticos foi levada na boa. Um carnê novo no mês dos impostos não é bolinho. E embora eu ache essa coisa de ser grata, boazinha e politicamente correta o tempo todo uma chatice, tentei não reclamar tanto. Antes de abrir a bocona, melhor lembrar dos últimos noticiários, né?
Então, enquanto marido fazia a limpa, prometi que usaria as framboesas estocadas no congelador, que começavam a descongelar e pintar a pia do fundo de casa de roxo.
Lá pela meia noite, lembrei da promessa. E, só porque o ano mal havia começado, resolvi me levantar e ir pra cozinha.
Era uma boa quantidade de framboesa, que eu e as crianças colhemos desde setembro. Resolvi fazer um purê, mais rápido que uma geléia e um pouco mais demorado que uma calda.
Levei as framboesas descongeladas pra panela com um pouco de açúcar. E marido apareceu pra ajudar (ele sempre aparece! e sempre ajuda!). Deixamos na panela até reduzir o líquido e engrossar um pouquinho. Então desligamos o fogo e tampamos a panela até o dia seguinte. Como as frutinhas tem muitas pequenas sementes, de manhã bati tudo no liquidificador e passei pela peneira grossa.
Agora tenho uma geladeira nova e um pote cheio do purê mais saboroso e do magenta mais lindo do mundo, pra comer com iogurte, sorvete, bolo ou outra gulodice qualquer.
E mesmo que vc não tenha uma geladeira quebrada, nem framboesas descongelando, dá pra fazer com outras frutas da época.
Enjoy!

14 comentários:

Laély disse...

Cor linda, mas, me diz uma coisa: "Magenta" não é um nome vintage? Achei que não se usava mais... rs
Já imagino esse purê como uma deliciosa base para sorvete!
Esta semana fui à Vitória com a tarefa de escolher ar-condicionado para o apartamento dos filhos. Verão sem esse refresco é dose!
Ana, sua nova foto está linda!
Abraço

Sil disse...

Ana, fiquei com água na boca, a cor e o brilho ficaram show!
Bom dia pra vc!
Bjs,
Silvia

Natália Rosin disse...

Hmmmm que delícia! Assim você me mata! Eu adoro framboesas e a cor que isso ficou... meu Deus... demais!

Milena disse...

É Ana,o momento é impróprio para reclamações injustas,não???
No dia que peguei o resultado,pela internet cedo,o jornal anunciava a morte de uma familia inteira na chuva,como me sentir triste,desanimada diante de tanta tristeza alheia?Seria um sacrilégio!
E como o dia-a-dia rende boas histórias,simples de muito efeito,incluindo a cor maravilhosa.
Bjs

Jacque - A noiva do ano disse...

Você é ótima, Ana! Será que vou ser assim quando crescer? rs rs rs

Cheiro Doce disse...

Nossa, que purê lindo!
Fiquei com água na boca...

Beijos
Ana

Rosana Sperotto disse...

Então não estou sozinha nesses "repentes" de levantar na madrugada e ir pro fogão?! Nem a receber esses golpezinhos de ver as coisas de casa pifarem no início do ano (coisas pequenas, com certeza, frente à tanta tristeza)? Aqui, telefone e ventilador de teto "foram pro saco", mas consegui ressuscitar a batedeira (uhu!). Framboesas colhidas em casa é luxo dos grandes, cozidas nessa panela, luxo dobrado. Beijo!

Tania Brandão disse...

Que idéia maravilhosa e saborosa...
bjs
Tania

Cris Corrêa disse...

hum...

Casa com tudo dentro disse...

Ana,amada,tenho um selinho pra vc la no blog,adorei esse purê,vou guardar a receitinha,beijinhos!

Nina disse...

Hmm, parece tao gostoso!

sabe o que mais me surpreende em ti Ana? é que tu parece tao, mas tao, mas tao prendada... nao no mal sentido, se é que existe mal sentido em ser prendada, é assim, tudo o que tu faz é tao bonitinho, a tua casa é toda tao cara de casa de verdade e tem tanta vida ai dentro, e tem essa atmosfera tranquila, esse vermelho vibrante da cozinha, esses tecidinhos,e essa comidinha que tu de vez em qd mostra, esse trabalho com as toalhas de mesa, os gatinhos em tecido, puxa, eu queria tanto ser assim :-(

te admiro Ana. de verdade. fico olhando e pensando, puxa,essa menina vale ouro, será que ela sabe disso???!!

um bj!

melmaria disse...

Que cor mais linda !!!

E confesso: fiquei com água na boca em ler esse artigo. (hora do almoço chaaamando)

Bj bj
Kelly

Ana Matusita disse...

Oi Kelly, pior horário pra ler receita, né? hehe

Oi Nina! Meu peso em ouro? Assim eu agradeceria pelo kilos extras!

Oi Ca! Obrigada pelo carinho!

Oi Cris! O "hum" é seu ou do baby?

Oi Tania, obrigada!

Oi Rosana, eu não sou muito dos repentes culinária na madrugada, mas tenho dormido muito tarde... vai ser complicado me reacostumar com a rotina escolar!

OI Ana! Vc é que faz coisas de aguar a boca, menina!
Oi Jacque! que bobagem! eu sou estressada, maleducada e ranzinza. Não queira ser como eu.

OI MIlena, vc ganhou um presente dos céus, pode ter certeza!

Oi Natz! A cor é linda demais, né? Eu adoro!

Oi Sil! Eu também gostei!

OI La! Magenta não é vintage; mas cor de maravilha é!
E a foto é a mesma, só recortei o rosto!
bjs

Mônica Suñer disse...

Realmente dá para fazer com tudo, mas com framboesas e amoras, nada se compara, rsrsrs. Depois reclamo que não emagreço! Bjs