Páginas

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

WP/2011 #02: saia de coruja para rodar a baiana

Meu final de semana foi agitado. Teve costura, jogo de futebol, amigos, festa de criança, bolo, comidinhas boas no fogão à lenha e até roda de samba. Aqui, abro o parêntesis pra explicar que eu e samba temos nada a ver mas, pelos amigos a gente faz tudo.
E a amiga pra quem fiz essa saia é uma pessoa muito amada e especial. Engraçado é que nossa amizade demorou pra acontecer, embora a simpatia mútua seja antiga, assim como a cumplicidade. Desde que os nossos filhos estudaram na mesma escola, a gente se encontrava na porta e o papo era sempre bom. Sabe aquela pessoa que faz você se sentir bem?
A Fa é desse tipo. E, mesmo não tendo a menor intimidade, já me vi chorando compulsivamente no ombro dela, num lugar público, coisa um tanto impensável pra alguém com a minha personalidade arredia. Foi um momento delicado. Logo depois, ela também viveu momentos delicados, numa situação diferente da minha, mas com o mesmo contexto e os mesmo coadjuvantes. Mais lágrimas, mais cumplicidade.
Até que a pequena distância entre as nossas casas (somos mais ou menos vizinhas) subitamente se encurtou. Os nossos pequenos ficaram amigos e as idas e vindas de pacotinhos de bolo e potinhos de mel ficou constante.
Na verdade, esse weekend project era pra ser sobre uma calça saruel pra um pirata moderno, que fez aniversário no domingo e é o caçula da Fa. Mas a calça não durou nem o começo da festa: nos primeiros pulos na cama elástica, fez-se um rasgo enorme. Nem deu tempo de fotografar!
Mas como a saia já estava em andamento, ei-la: Fiz a saia franzida, sem exageros, e com fio para amarrar na cintura. E babados de cabeção, por sugestão da minha mãe. Não tenho passo a passo, mas eis algumas dicas:
1) para a parte da cintura, meça o tamanho do quadril e acrescente mais alguns centímetros para dar o efeito franzido;
2) para passar a tira de tecido na cintura, meça e marque o meio da parte da frente e faça uma casa de botão, por onde irá passar a tira. Faça o acabamento e feche esse pequeno cós, para então passar a tira, usando um grampo ou alfinete de segurança;
3) além da tira aconselho a passar também um pedaço de elástico, sem franzir muito a saia. Dá mais segurança na amarração. Para isso, passe o elástico antes da tira e costure bem as pontas para prender;
4) para o babado de cabeção, fiz um arremate e dobrei a extremidade do tecido em 2cm. Passei uma costura com o ponto frouxo (usei o ponto 5 da minha máquina) e puxei uma das linhas com cuidado, formando o franzido. Alfinetei e costurei o babado. Aconselho sempre a fazer duas costuras de franzido, pra não correr o risco de perder o trabalho todo se a linha arrebentar. Enquanto não conserto o estrago da calça do pirata, aí está a saia de babados de coruja, pra minha amiga Fa poder rodar a baiana à vontade!
Boa semana!

15 comentários:

Deusa disse...

Oi linda

Tão bom encontrar amigas com quem se possa contar.Também sou muito arredia,uma pena pra mim,ninguém fica feliz sozinho ne.
Adorei a saia,se tivesse uma cinturinha fina(whell)usaria...rsrsrs,adorei a mistura perfeita dos tecidos,linda,leve.
Estava lendo sobre a arrumação do ateliê,e me ficou na cabeça uma frase sua...A MUITO TEMPO DESISTI DE SER A MULHER MARAVILHA....isso porque EU PRECISO PARAR DE QUERER SER A MULHER MARAVILHA,PERFEITA DONA DE CASA,MÃE,ESPOSA,isso cansa e aborrece demais,e pior,nunca fica do agrado de todos...PRECISO PARAR DE QUERER SER A MULHER MARAVILHA,QUANDO SOU SO MAIS UMA MULHER TENTANDO ACERTAR.
Beijinhos
Deusa
vasinhos coloridos

Aldaneire disse...

Lindeza essa saia!
Parabéns!

Cris Corrêa disse...

Ana,

amei a saia. fiz uma dessas para a minha filhinha, na semana passada, ela é pequenininha mas, ficou toda fasseira, vou tirar uma foto e colocar no blog.
essas coisas de amizade são complicadas, nesse caso o final foi feliz, o duro é quando se aposta muitas fichas em uma, mas, na verdade o outro lado não pensa da mesma forma. aproveita, pois é bem difícil ter uma boa amizade ainda mais pertinho de casa.
bjk

Ana Matusita disse...

Oi Cris, mostra a sainha da princesa, vai?!

Oi Aldaneire, obrigada!

Oi Deusa! Mulher perfeita não existe (e nem homem, então tá tudo bem!).
bjs

Lina Gatolina disse...

adorei a saia! e mais ainda a história da amizade!!! ando tão carente!
bjs
denise

Fala, Mãe! disse...

Ameeeei! Engraçado que comprei esse tecido de coruja pensando em explorar minhas costureiras familiares pensando numa saia mesmo, só que mais curta. Eu namorava os tecidos de corujas gringos, que bom que agora temos um de bom gosto por aqui né? Lembro sempre de vc com as corujas! beijo Ana, tá linda a saia sua amiga vai amar!

harumi disse...

ah, mas a Fa (olha a intimidade, hahaha) vai rodar a baiana com muito estilo e muito mais feliz! aposto que as cabeçudas ajudam a saia a rodar mais e mais! ;-)
bjks.

Casa com tudo dentro disse...

Oi Ana,amizade é sempre bom,não é mesmo,ja tive tantas desilusoes com amizade que tbm fiquei assim arredia,mais conservos as boas amizades,adorei a saia ficou linda,beijinhos!

Erika disse...

Ana, eu adoro seus posts!
Já te disse isso? Acho que sim, né? Várias vezes!!

Adorei a saia, tudo que é produzido por suas mãos mágicas é realmente especial.

Um ano lindo pra você, viu?
Beijocas de Santos

Du disse...

Olá, estou gostando muito dos posts, do blog enfim adoro me atrever na costura e esta saia está muito linda.
Parabéns e até mais.

Ale Quejinho disse...

Que maravilha!! Estou amanda seu blog. Virou vicio.
Não esqueça de me visitar de vez enquando...
Ale

Iris Barbas disse...

Oi!
Gostei da saia. Além de linda, parece muito confortável!
Abraços, Iris

Tania Brandão disse...

Olá, Ana!
Estou me atrevendo a escrever pela primeira vez prá vc!
Conheci seus trabalhos e tenho acompanhado seu blog já faz algum tempo e adoro...
Amizades assim são essenciais e pessoas especiais assim são "irmãs", verdadeiros presentes dourados que a vida nos oferece...
Ando carente disso...
Bjs...

Laély disse...

Por coincidência hoje usei um vestidinho de corujas.
Isso é "Ana Fashion Week(end)"! rs

Luciana Kajiura disse...

Adorei! As corujas ficaram fofas demais!
Bjos, Lu.