Páginas

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

"With bread all sorrows are less"



Ou: "com pão, todas as dores ficam menores". O provérbio me chamou a atenção quando fui assistir A garota da capa vermelha, no ano passado. O filme é uma versão adolescente e modernete do conto dos irmãos Grimm, que só me deu vontade de rever Na Companhia dos Lobos, versão do diretor Neil Jordan (que eu adoro) bem mais profunda (e, diga-se, sem o excesso de pudores do atual). Na verdade, a única coisa que lembro que curti no filme (além do entusiasmo da filha em se fantasiar de Chapeuzinho Vermelho pra uma festa, o que me levou a fazer uma capa) foi a cena da casa da vovó, caracterizada como uma véia riponga (a Julie Christie de dreadlocks!), isolada da aldeia medieval numa casinha da floresta.
Lá pelas tantas, depois de consolar a neta pelas confusões causadas pelo lobo, a vovó lhe dá uma capa vermelha (enfiada no contexto à fórceps, só pra fazer as cenas aéreas da menina com a capa vermelha na neve branquinha), faz sopa e oferece um pedaço de pão, citando o "los duelos, con pan son menos" do Sancho Panza (aquele do Dom Quixote) como provérbio "with bread all sorrows are less".
E hoje, fiquei pensando numa conversa que tive de manhã com uma amiga, que ouviu meu mimimi durante uns 20 minutos até que notei que tinha algo estranho no olhar dela. Me senti uma ogra insensível depois de saber das novidades tristes que ela tinha pra compartilhar.
Sei que nem sempre o pão pode curar, mas a gente sempre pode levar um pão quentinho pra uma pessoa querida, né?
E é o que eu vou fazer agora.
Ah, se quiserem a receita depois de ver a foto do pão quentinho derretendo a manteiga, é só falar!
=)

16 comentários:

Dri Morango disse...

Você... sempre querida!
vou fazer olhar de "gato de botas" só para ganhar carinho e pão quentinho com manteiga.
Xiiiiiii, acho que estou carente. :-/
Bjks

Cynthia Le Bourlegat disse...

Certeza que o pão quentinho aliviou um pouco a tristeza da amiga. Coincidência aqui hoje tb teve pão caseiro, quero dizer de máquina, que não sou tão prendada assim. beijo querida

Sandra Krah disse...

vc é uma fofa! tratar assim uma amiga, com pão quentinho... acho que tambem quero colo... kkk bjus

Deh disse...

Hummm, que delícia de pão!!!

Kathia disse...

Aaahhh, eu quero a receita do pão, publica, vai.
Beijos
Kathia

Kátia C. Silva disse...

As dores com pão são menores porque é um mimo que envolve a família ou amigos... que bom que temos esses pequenos consolos para acalentar nossa alma nos dias tristes, não é?
bjss

Menina Rosa Store disse...

Huuuum...parece tão gostoso!!!!Eu tb quero a receitinha, Aninhaaaa!!!Please! :P
Bju!

Diacuy disse...

Quero pão quentinho com manteiga humhum!
Tem vc no post do meu blog hoje.
http://baudaloladiacuy.blogspot.com/2012/01/pequenas-felicidades-e-fonte-das.html

vai dar uma espiada.
Santa Ana Sinhana
Amém.

Mina disse...

Hmm. que coisa boa, até sentí o cheirinho e a fumacinha! beijos e um bom final de semana!

Cora disse...

Amo pão. De todo o meu coração.
Troco fácil uma refeição, por pão e café com leite.
Ainda não tenho a máquina de pão...mas quando comprar eu quero a receita.

Zi disse...

Me deu vontade de assistir a esse filme! beijos!

Katia Bonfadini disse...

Oi, Ana! Não vi os filmes, mas esse pão quentinho merece um Oscar!!!!! Está com uma aparência ótima, assim como a foto! Beijão!

Cecilia e Helena disse...

Hummm que linda visão esse pão!
Ana, também adoro Na Companhia dos Lobos... acho interessantíssima a interpretação no Neil Jordan para o conto clássico.
Beijos,
Helena

Ana Matusita disse...

Oi Cora, a receita não é de máquina não. É no braço mesmo!

Ana Matusita disse...

Meninas queridas, depois coloco a receita. E, quem não viu, assista Na Companhia dos Lobos, que vale muito a pena!
bjs,
Ana

Marcia Ovando disse...

...que delicia de pão, por favor publica a receita

abraços