Páginas

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Modo de fazer: abajur na garrafa

Lembram do meu bule abajur?
Pois é, deixei o pobrezinho cair no chão.
=(
Não sei se será o fim definitivo dele, porque tenho um tremendo apego ao meu primeiro bule. Então, ele aguarda uma ideia mirabolante que eu tive ser colocada em ação (se der certo, mostro aqui).
Enquanto isso, eu precisava de um abajur novo e comecei a procurar um pronto (tempo não tá sobrando, infelizmente).
O único que achei lindo e que acendeu meu desejo consumista custava míseros 300 pilas... como dinheiro tá sobrando menos que tempo, não comprei. Até porque se tratava de um garrafão daqueles de vinho de primeiro ano de faculdade (manjam? quando a gente tomava Sangue de Boi com suco de abacaxi e achava o máximo?), com uma cúpula e fio laranja. Simples demais para justificar o preço.
Tão simples que resolvi reproduzir em casa. Sem vergonha alguma, já que não se trata do trabalho de um pequeno produtor artesanal, e sim de uma grande empresa que abusa na margem de lucro (tô rebelde).
=)



Arrumei uma garrafa grande de azeite, limpei bem e deixei secar.
Então, marquei e comecei a fazer o furo do mesmo jeito que fiz com o bulinho. A única diferença é que usei a furadeira e não a Dremel. Coloquei uma fita adesiva larga em torno da garrafa e usei a velocidade mais fraquinha da furadeira. Fui fazendo o furo de pouquinho, sem forçar para a garrafa não se quebrar.
O fio, que era branco, eu pintei com spray amarelo, tomando o cuidado de proteger os fios e as partes de tomada que não poderiam ser pintadas.
A montagem foi simples: passei o fio pelo furo, desencapei e encaixei nos contatos do soquete, que prendi na boca da garrafa com cola.
Daí, foi só colocar a cúpula e a lâmpada e... fez-se luz!


E a sala ganhou mais um cantinho iluminado, feito por mim por bem menos que os 300 reaus do abajur da loja e reutilizando muitas coisas que eu já tinha em casa
Para esclarecer, eu não sou contra a compra de coisas bacanas pelas quais a gente se apaixona. Mas sou contra o consumismo desenfreado e a favor do bom senso.
Acho que é justo pagar pelo trabalho de quem realmente produz, peça a peça, colocando carinho e empenho nos detalhes. Mas não acho correto pagar valores abusivos pela produção em série ding ling. Sei que, no nosso cotidiano, temos que abrir mão de muitas coisas em favor da praticidade. Porém, ser razoável nas nossas escolhas e achar um meio termo entre o que podemos comprar pronto e acabado, produzir ou encomendar de quem faz  é sempre uma boa opção. Pra casa, pro bolso e pro planeta.
E vocês? O que acham dessas escolhas?

27 comentários:

ANA REGINA disse...

Oi Ana,
Penso que fica mais a nossa cara, quando produzimos algo de nosso, com carinho e cuidado!!!
Ficou lindo e o planeta agradece!!!
Bjnhs,

Sílvia disse...

Linda, a imaginação anda solta, parabéns, passa no meu que tem uma luminária.
Bjs.
Silvia

epaul (Magé/RJ) disse...

Achei muito legal esse abajur com garrafa!

Thais disse...

É bem por essas, fora que é uma boa maneira de equilibrar as finanças, deixando o $$$ para itens mais diferenciados (design único, material excelente, etc). E o espelho amarelo? Que moldura linda, de onde veio? abs

Ana Matusita disse...

Obrigada, meninas!

Thais, a moldura do espelho eu comprei numa loja de usados e pintei com spray amarelo.
bjs,
Ana

Cariana Costureira disse...

achei o máximo teu abajur e concordo contigo no absurdo dos 300 pila...
tem que copiar na cara dura mesmo
bjão

Meu Mundo Meu Quarto disse...

Olá!
O abajur na garrafa ficou lindo.
Ameeei o seu blog!
Se puder dá uma passadinha no meu e deixa um comentário?
Meu mundo, Meu quarto

Fê Dutra disse...

Ana, ficou show!!!
Faz capinha de crochê para a cúpula. Ficará + linda ainda.
Um beijo

Aldaneire disse...

Imagina minha cara de "nossa!" ao ver um abajur TÃO LINDO feito com coisas TÃO SIMPLES. Já falei que me sinto mó manezona quando vejo seus inventos né?

jeitomineirodeser disse...

Palmas para você! Concordo com tudo, que vc falou! Por mim já está eleita!(kkk)
Gosto muito dessas invencionices porque, além da economia inicial, há o lado gratificante de ver algo feito por nós na casa e, de um modo geral, não há o apego na hora de desmanchar a peça e mudar tudo, não é?
Um abraço!
Egléa

Regina Saraiva disse...

Olá Ana,

Concordo quando fala de objetos com preços altíssimos em lojas com produtos industrializados. Se é um bem necessário eu compro, mas itens decorativos não! Vou em busca de outra alternativa.
Com certeza o seu ficou mais bonito, e ainda tem a chamada mágica "feito por mim"! Ficou perfeito no armário.
Beijo














Nina de Oliveira disse...

Ana, tô pasma!!!!
Eu vi um abajur também de garrafa neste final de semana e custava $Ó 394 reais.
Eu tenho várias garragas lindas lá em casa, mas não sabia como furar o vidro. Quer dizer que se eu colar uma fita adesiva e for com a devagarinho com a furadeitra, dá para fazer? A minha furadeira não tem níveis de velocidade. Será que dá? Me animei.
Obrigada por compartilhar
Beijos e muitas luzes para você

Nina de Oliveira disse...

Ana, que legal isto. Quer dizer que eu consigo furar o vidro com furadeira? Tenho várias garrafas legais em casa.
Vi um abajur de garrafa no sábado, muito lindo porém muito caro, 394 reais.
Obrigada por compartilhar.
Beijos

Cantinho da Zazá disse...


Sou adepta da teoria do MAIS POR MENOS!
MAIS Beleza e Criatividade e MENOS Preço!!!!
Parabéns!
Bjs e Bom Final de Semana!
Zazá

Fernanda disse...

Ana que ideia mais legal!!O lance de ir usando a furadeira me impressionou.Tenho tudo pra montar um abajur em casa e vc me deu mais ânimo pra montá-lo.Adorei!! =]

Eliane Faas disse...

Ficou super lindo!
Também gostei a historia do seu bulinho, pois deixa eu te ocntar a minha... comprei um bulinho lindo, no mercado das pulgas, sem a tampa, e fiz de vasinho rssss.[

Estou curiosa em saber o que vai acontecer com o bulinho ...
Bj
Eliane

Beth Salvia disse...

Certíssima, aqui em casa toda a minha decoração é feita por mim ou algum artesão da região, como uma luminaria que tenho com uma cabaça gande e linho, o pndnete da cozinha fiz com uma tigela de acrilico q estava riscada, encapei com chita e ficou linda... Parabéns, bjus

Carla Nascimento disse...

Ana sua linda, adorei esse projetinho, até pensei em fazer com as garrafas de azeite verde q tenho aqui em casa, vou tentar, adoro seu bloguito lindo e inspirações nem se fala...

beijos.
Carla - www.umlarparaamar.com.br

Karine disse...

Ana, ficou fantástico! Eu tenho uma garrafa de suco de uva bem parecida. No Natal passado coloquei o pisca-pisca dentro, mas o seu abajur ficou lindo.
bjk

Carla Rocha disse...

Ola!
Amei o seu blog!

Bjo
Carla

Jesus puro amor disse...

Parabéns pelo blog.
"Não te indignes por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos ímpios,
Porque o homem maligno não terá galardão, e a lâmpada dos ímpios se apagará.
Teme ao SENHOR, filho meu, e ao rei, e não te ponhas com os que buscam mudanças,
Provérbios 24:19-21"

Viviane Ribeiro disse...

Ana, por estas e outras que volto sempre a este espaço. Vc é absurdamente inspiradora! Parabéns.

Andréa Moreira disse...

Oi Ana,bem legal sua partilha,amei o abajur...já estou com uma garrafa separada aqui em casa,e minha dúvida é a respeito da broca...é aquela normal de furar parede?aproveito para dizer que fiz sua torta de ricota,foi um sucesso no meu aniversário e depois de 15 dias tive que repetir a receita para o filho...bjão

Carol disse...

Ah esse espelho que me faz suspirar...
Beijos

Pepa disse...

Adorei Ana, já entrou na minha wish list, rsrs esses dias fiz um de xícaras, ficou um doce .

Concordo contigo, se fosse um pequeno artesão valeria 300 reais...

Mas se fosse um pequeno artesão diriam que ele estava ficando louco pedindo esse valor...

Adorei e me apaixonei pelo seu caminho de mesa, do pão nem vou comentar... minha gordice impede, srrs

Bjus 1000 querida

Ana Matusita disse...

Oi meninas! obrigada pelo carinho!

Oi Pepa! não acho que acharia um artesão louco em pedir o preço que ele acha que deva pedir por seu trabalho. Cada um sabe o quanto vale sua dedicação, né?
Quero ver o seu de xícara!

Oi Andréa Moreira, tudo bem?
As brocas que eu usei são as mesmas da postagem do bule, que tem link no texto. Não sei o nome delas, mas tem uma foto na outra postagem para ilustrar. Dá uma olhadinha!
bjs,
Ana

Ines Wiltshire disse...

Vim passear no seu blog e gostei muito.Concordo que não precisamos comprar tudo. Precisamos olhar os objetos que podem ser descartados com outro olhar, reconstruir e transformar. Muito bonito seu abajur exclusivo.
Bj...Bj
artemadeiraevida.blogspot