Páginas

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Enxovalzinho monstruoso!



O Levi é um bebezinho que vai compartilhar o quarto com o irmão mais velho. E, pra agradar os dois, a mamãe escolheu uma decoração com a base branca, mas com muito colorido  nas almofadas e protetores, combinando com os adesivos de monstrinhos das paredes.

E vou dizer que realmente foi uma tranquilidade fazer esse kit, pois a mãe dos meninos é a pessoa mais zen do mundo (tanto que o Levi já nasceu e só amanhã o papai virá buscar o kit). Me fez lembrar muito como a segunda gravidez é mais suave, sem os medos e inseguranças da primeira.
Um dia, conto um pouco da minha experiência. Por enquanto, espero que os meninos possam crescer, se divertir e brincar muito com os monstrinhos engraçados!
E se você é mamãe de primeira, segunda ou terceira (ou quarta...) viagem e quer um protetor exclusivo para o seu bebê, me escreve contando o que gosta que eu te mando as opções e orçamento: ana@anasinhana.com
=)


terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Modo de fazer: seu próprio chevron!

O chevron, além de toda a simbologia na matemática, nas patentes militares e brasões familiares e na linguagem, também é aquela estampa modernosa e linda de morrer que toda blogueira vê na casa das colegas gringas e baba. Mas, como todo tecido importado, não está ali, ao alcance da mão.
Então, por que não criar seu próprio padrão em chevron?
Para isso, vc vai precisar de quadrados de tecidos em duas cores diferentes, cortados exatamente no mesmo tamanho (nessa amostra, usei 12 quadrados laranja e 12 quadrados marinho). Eu cortei os meus com 15x15cm, um tanto por preguiça, já que a régua tem essa medida certinha:

Depois, sobreponha dois quadrados, direito com direito, e marque 45° à lápis. Então, use essa marcação como guia e faça duas costuras paralelas, usando a mesma distância (usei o pé da máquina para me guiar):


Depois de unir os dois quadrados, corte na linha marcada à lápis, para obter dois triângulos, assim:

Abra e passe à ferro, jogando a costura de cada um dos quadrados para uma cor diferente (isso irá facilitar na hora de uní-los). Corte as pontinhas:

Daí é só montar seu padrão, unindo os quadradinhos, assim:

Fiquei pensando numa colcha todinha assim, nesse chevron handmade. Trabalhão, né?
Mas ficaria lindo...


domingo, 24 de fevereiro de 2013

Domingo é dia de... fazer as unhas!


Quem trabalha em casa sabe o quanto é complicado dividir o tempo sem deixar de lado a vida pessoal, a casa e até a gente mesmo.
Então, eu tenho tentado reservar pelo menos um tempinho dos domingos pra fazer alguma coisa além de preparar as tarefas da semana ou cuidar da casa.
Hoje, a filha me convenceu a fazer as unhas, que estavam sem esmalte desde janeiro (credo!). A vida aqui em casa mudou muito nos últimos meses e, confesso, mesmo que o tempo estivesse sobrando, infelizmente a  ida semanal à manicure entrou para os itens de luxo e eu abandonei o hábito.
Continuo achando que a tarefa requer uma profissional (o que eu nunca serei), mas até que foi legal escolher a cor (hot chocolate, da Latika), hidratar e tirar os malditos cantinhos ressecados da cutícula.
E, claro, começar uma semana (ainda mais) colorida!
=)

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Diário de uma reforma: parte II

A reforma está naquele momento enlouquecedor, em que nada está no lugar, embora várias coisas estejam em andamento ao mesmo tempo: as madeiras para a parte de cima da entrada, que será de vidro, estão sendo cortadas; já pedi orçamento para o vidraceiro (medo!); a parte elétrica está sendo feita; as pedras para os degraus estão chegando de pouquinho, por conta do peso; as plantas que vão dar lugar ao muro foram arrancadas e a marcação foi feita. Mas, ao mesmo tempo, tá tudo uma zona e eu fico fingindo não ver as pegadas de cimento pela casa, as plantas pisadas e o barro por todo lado (suspiro profundo!).
As novidades é que temos porta (ou meia porta) e a parede do futuro escritório já está quase pronta:


A outra parte chata é que a porta do futuro escritório será onde hoje fica meu chapeleiro, dentro da atual sala. Foi ali que eu, a muito custo, coloquei sozinha o papel de parede.

Então, essa parede (e o papel rosa) estão com os dias contados, infelizmente.
=(
O que me consola é que amo as paredes de tijolo aparente. E, claro, não se pode ter tudo nessa vida, menos ainda todas as belezuras preferidas dentro de um mesmo contexto. Ou será que pode?

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Domingo é dia de...

Preguiça, crochê e filme. Pra começar bem a semana!

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Antes & Depois: na casa da sogra

Em janeiro, fomos pra casa dos meus sogros e, durante um almoço no jardim, reparei na chita pendurada no vão da pia.

Na hora, pensei que se eu tivesse uma máquina de costura portátil, teria resolvido o problema naquele momento mas, como minha máquina não cabe no bolso, conversei com a sogra e a cunhada, defini cores e voltei pra casa com a missão de fazer uma cortininha mais bonitinha.
Conversei com a sogra e a cunhada, definimos cores e eu pensei logo na estampa floral retrô linda, que eu havia acabado de comprar:


Bem melhor, né? Apesar de eu adorar chita e achar super bacana a ideia do cunhado que resolveu provisoriamente o problema com uma toalha, nada como uma cortina coloridinha e feita sob medida pra dar uma cara arrumadinha pro vão da pia, concordam?
E o jardim da sogra merece, porque é cheio de plantinhas bem cuidadas. Quando estiver tudo florido, preciso fotografar o orquidário. Dessa última vez, voltei os olhos pra esse canto com as pedras e fiquei com vontade de fazer aqui em casa, debaixo da lichieira:

Mini-abacaxis, que eu adoro:

E bonsai do meu cunhado:

Fiquei bem ansiosa, pensando na reforma de casa e no glorioso momento em que o entulho sairá do quintal pra uma caçamba, depois pra longe daqui...
=)

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Na casa do cliente: Francisco e Bárbara

Quando os clientes são aqui de perto, é super legal ter um contato ao vivo. E foi o que aconteceu com a mamãe Glaucia, que escolheu para o quarto do pequeno Francisco uma composição delicada de branco, marinho e vermelho:
 Também foi muito legal poder entregar em mãos e conhecer o cantinho do Franciso, onde ficarão o berço com o protetor, o edredom branco com petit pois também em branco e cheio de nozinhos vermelhos, o trocador e o miau Ana Sinhana!

 Já a Barbara, também aqui da região, combinou comigo a entrega e eu fiz o delivery Ana Sinhana, deixando lá na portaria do prédio. E depois ela me mandou a foto das luzinhas coloridas em volta do poster. Fofo, né?
Se você é daqui e quer fazer uma encomenda, me manda um e-mail que a gente combina a entrega em mãos (ana@anasinhana.com). Ou, se você mora em outro lugar mundo afora, a gente faz com todo carinho e manda pelo correio!

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Diário de uma reforma - parte 1

Em dezembro passado, nós, o casal insano, resolvemos começar a tal sonhada reforma da casa. Isso tudo pelo bem do nosso relacionamento, já que o antigo escritório compartilhado virou craftroom, voltou a ser escritório e, desde meu retorno, começou a ser compartilhado.
Nem preciso dizer que a disputa por espaço entre duas pessoas trabalhando em casa tem sido grande, né?
Assim, decidimos aproveitar a antiga varanda da frente de casa, quase nunca usada, pra fazer um novo escritório, além  de um prolongamento da sala.
Não achei nenhuma foto a frente toda mas, basicamente, estamos fechando a varanda com paredes e janelas (e uma porta linda) e abrindo a antiga parede da sala para unir tudo. A varanda era assim no começo de dezembro:
 (foto antiga, dos amigos comemorando reveillón em casa)

Daí, ganhou paredes  de tijolinhos na lateral (que marido quer pintar de branco, já que esse canto da ex-varanda vai ser o escritório dele):
Até agora, o maior drama tem sido como resolver o problema do piso, já que não queremos quebrar a sala toda e não temos quantidade suficiente do piso antigo e fora de linha de dentro de casa. Ou seja, o ideal seria achar o mesmo piso em algum depósito e assentá-lo em cima da lajota da varanda.
(dois pisos diferentes e meu absoluto desânimo só de pensar em arrancar e refazer tudo. alguém aí me arruma umas caixas de piso branco fora de linha?)

(porta e janela que vão sumir para aumentar a sala)

Na verdade, acho que só consegui aguentar a lenga-lenga da reforma no meio das festas de final de ano por pura insanidade porque a parte de dentro ficou intacta, pelo menos por enquanto, o que diminuiu muito a ansiedade de acabar logo com isso...
As novas janelas foram colocadas na última semana, depois de uma verdadeira novela para recebê-las. Foi a primeira coisa que compramos. Ou melhor, que nosso pedreiro encomendou, para nosso desespero, pois só vimos as janelas em casa (isso é que é gostar de viver perigosamente!). Tudo isso porque estamos fazendo a reforma "na ponta do lápis" e o preço da tal janela, encomendada num marceneiro amigo do nosso pedreiro, saiu 30% mais em conta.
Também aprendemos, por experiência própria, que as compras de material básico não devem ser feitas em grandes lojas de materiais, pois é possível negociar melhores descontos em depósitos menores, sem o custo adicional do frete, ainda que com alguma demora na entrega.
Até agora, estamos assim:
(fachada atual, ainda com a porta e a janela antigas lá dentro, que vão desaparecer em breve...)
A tarefa da próxima semana será a colocação da porta e dos vidros, que ainda vamos cotar. Daí sim a quebradeira passará pra dentro de casa, para o meu desespero.
Se eu sobreviver e continuar razoavelmente sã, conto tudo.
Boa semana!