Páginas

sábado, 1 de agosto de 2015

Pequenas alegrias domésticas: girassol em flor

 Uma das coisas mais gratificantes: ver nascer algo que você mesma semeou!
A cada florzinha que aponta, fico mais feliz por ter parado na estrada pra pegar as sementinhas desse mini girassol.
Trouxe as sementes na mala da viagem que fizemos no começo do ano para Florianópolis e achei que não vingariam, porque as deixei esquecidas um tempão.
 Depois de semear, demorou um tempo até os primeiros brotinhos... tirei da sementeira e passei para vasos maiores e os brotos viraram uns pés de planta feiosos! hahahaha!
Nem dava pra acreditar que sairiam essas flores lindas!
Fico pensando, do meu ponto de vista de pessoa totalmente impaciente, no quanto a gente precisa aprender com a natureza a ter alguma serenidade e aguardar o tempo das coisas...
Nada nessa vida é instantâneo ou fácil (ou, algumas coisas até são). Vale a pena conseguir tudo no mesmo segundo em que se deseja? Será que a alegria perdura?
Sei que tem horas que dá vontade de fazer as coisas acontecerem num passe de mágica mas, ainda assim, acredito que o trabalho do dia-a-dia, de formiguinha e com alguma paciência, traga resultados felizes como essas florzinhas: perfeitas no colorido e na alegria de chegar no tempo certo.
Bom final de semana!

3 comentários:

Paula Louceiro disse...

Oi Ana, suas flores estão lindas.
Prova de que cuidado também é essencial, além da paciência que você mencionou.
Eu também sou muito ansiosa, mas estou tentando dar tempo ao tempo... rs.
Beijos e ótimo domingo.

Maria Teresa Valente disse...

Olá, Ana!
Gosto muito das suas mensagens, sempre muito apropriadas.
Assim como seus lindos girassóis, tudo na vida tem seu tempo, uma das coisas que sempre me impeliram a morar no campo, era para aprender a ter paciência.
Embora não pareça, aprendi muito, fui tolerante demais, hoje já me posiciono com mais frequência.
Minha ansiedade, já estou controlando, mesmo sem o remédio, que já estou deixando. Não posso, neste momento, largar minha luta, mas estou aprendendo a lutar e a viver em paz.
Obrigada, abraços carinhosos
Maria Teresa

Taia Assunção disse...

Muito lindas! Trouxe umas sementes de melância, tomate e quiabo do Brasil, para semear aqui. Sofro dessa impaciência, maridão vive me ensinando que para todas as coisas, há um tempo! Um dia ainda aprendo <3 Beijos!