Páginas

quarta-feira, 30 de março de 2011

Bolo para convalescentes


Quando tive meus filhos, não conhecíamos quase ninguém por aqui e nem tinhamos parentes na cidade. Éramos só eu e marido. Mas sempre tem um anjo que vem socorrer uma jovem mãe desesperada e, no meu caso, foi minha prima Anna.
Ela, apesar de ser do lado não japa da minha família, é a pessoa mais japa que conheço, tanto que acabou se casando com um japa.
A Anna é mais velha que eu e sempre me contou que cuidou de mim quando eu era bebê e ela era moleca. Dizia que enchia uma bacia de alumínio bem da vó Amélia de cobertores e panos e me colocava dentro, pra ficar sentada (e eu devia adorar).
Mais tarde, em São Paulo, a minha alegria de sexta-feira era visitar a casa da tia e fingir que estava dormindo, pra ficar no quarto da Anna. Foi ela, junto com marido (na época namorado) quem me levou a muitas sessões de cinema pra ver Os Trapalhões e 007. Eles também me levavam pra praia e me deram minha primeira vitrolinha.
O marido da Anna morreu jovem e deixou saudade, porque era um cara brincalhão e muita figura, que me ligava ao meio-dia no meu aniversário e já ia dizendo que era só pra dar parabéns, pois precisava ir dormir, afinal ele estava no Japão.
E antes que eu comece a chorar, deixa eu contar da receita: a Anna, quando eu estava me recuperando da cesárea dos gêmeos, fazia esse bolo de fubá com pedacinhos de goiabada, além da melhor sopa de legumes de que me lembro. E vocês poderiam dizer: o que é que tem de especial em sopa e bolo simples?
Sei lá, deve ser mágica da Anna.
Como agora quem está convalescendo de uma cirurgia é minha mãe, fiz a receita do bolo ontem à noite pra levar um pedaço pra ela hoje: Vou confessar que marido me convenceu a desenformar o bolo antes de dormir (ele adora bolo de fubá, ainda mais com goiabada). Tem coisa melhor que bolo quente, devorado com vontade e culpa?
O bolo da Anna é grande e eu fiz numa forma de aro alta, de 20cm de diâmetro, mas ainda fiz mais cinco bolinhos pequenos, do tamanho de cupcakes grandes. Marido quem cortou e enfarinhou os pedacinhos de goiabada, mas acho que exageramos na quantidade porque, mesmo enfarinhados, eles ficaram no fundo da forma e o bolo grudou um pouquinho.
Bolo de Fubá da Anna
medida: copo americano (200 ml)

Aqueça o forno a 180 graus e, enquanto isso, bata no liquidificador:
4 ovos
1 copo de leite
1 copo de óleo de canola (não sou muito fã de receita de bolo com óleo, então coloquei só até a marquinha do copo)
1 copo de fubá
Na tigela, misture:
2 copos de farinha de trigo branca
2 copos de açúcar (usei cristal)
1 colher (sopa) de fermento em pó
Despeje o líquido na tigela dos secos aos poucos, mexendo com colher de pau. Despeje metade da massa na forma untada e enfarinhada, então coloque os pedacinhos de goiabada levemente passados na farinha. Coloque o restante da massa e leve ao forno. Faça o teste do palito quando o bolo estiver douradinho.
Enjoy!

30 comentários:

Caca* disse...

Ana, amei o seu blog, sua delicadeza e sensibilidade.

Suas lembranças demonstram o qto você é especial e valoriza pequenos gestos de carinho.

Adorei esta receita, vou fazer hoje para uma senhorinha vizinha que está doentinha.

Bj

emy disse...

oi Ana, todo mundo tem as comidinhas do coração, né! Minha vó tinha várias receitinhas q me faziam lembrar de momentos especiais da minha infância. Ela faleceu e as receitas foram com ela. Às vezes ainda choro mansinho de saudade dela e do gostinho e cheirinho da cozinha dela. bjinhos

Rosana Garcia Hess disse...

fiquei com água na boca....
kisses
Rosana

Ju Padilha disse...

ahh que delícia!!!
amo bolo de bolo!!!! ainda mais quando o bolo vem acompanhado de tantos cuidados carinhosos!!!
beijinhos e uma pena odesencontro do finds, mas tenho certeza de que haverá outras oportunidades!
beijinhos!
Ju

Taia Assunção disse...

Tão boa essas lembranças. Melhoras para a sua mãe. Ah e quanto ao post anterior, lá em casa cada um tinha sua função quando crianças. A mais velha limpava a casa, o menino lavava a louça do almoço e a caçula limpava a 'caca' das cadelas...o restante era por minha conta. Hoje em dia eles estão grandes, a menina mais velha cozinha bem, mas não é das mais organizadas. O menino é meio porcão. A caçula sabe organizar tudo, mas precisa de um empurrãozinho...rsrsrs. Bom mesmo é o marido, a sogra ensinou e ele aprendeu, não me da trabalho nenhum...rsrsrsrs. Beijocas!

Marilia Baunilha e Patch disse...

Já salvei a receita do bolo. Parece delicioso. Agora vou esperar a receita da sopa de legumes.
Obrigada por compartilhar receitas de família que sempre são sucesso garantido.

Beijos,

Eneida

Fala, Mãe! disse...

Bolo de fubá com pedacinho de goiabada é oásis no deserto! essa Anna deve ser um tesouro mesmo! As Ana são demais! (fiz um bolo de maça ontem, mas tenho uma preguiça de desenformar...)
beijo

Ana disse...

Adoro bolo de fubá e com goiabada então, fica divino. Mas saborosa mesmo é a sua história com a prima, muito linda.
Que sua mamãe se recupere rápido.
bjus

Nina Dias disse...

Ana, a mágica está no carinho que sua prima lhe deu! Eu acho que essas pessoas ficam eternamente em nossa vida e como é bom tê-las em nossa volta! Obrigada pela receita, vou pegá-la, pois fim de semana vai ter bolo em casa, um beijo Nina

Anna Paula Leal. disse...

Estou indo correndo pra casa fazer este bolo. Vc não imagina como me deu água na boca!
Como certos momentos em nossa infância nos marcam profundamente, não? São simples gestos.
Parabéns!
Anna.

Milena disse...

Que delícia de receita,dá vontade de comer e com essa história...
Ficou lindo teu bolo e adoro goiabada!
Bjk,

Cela disse...

Sou doida pra fazer um bolo de fubá com goiabada. Vou testar esse. :)

Luiza Ribeiro Soares disse...

Oi Ana!
Adoro ler suas postagens! Me identifiquei muito com a postagem Procu-se Mulher Maravilha...
Suas receitas sempre nos instigam o pecado da gula, por isso farei a receita do Bolo de Fubá da Anna!
Gde bjo!

Cris Corrêa disse...

Ana,

delícia!!! eu também tenho uma prima que amo muito, foi a irmã que eu não tive e por acaso ela se chama Ana Carolina. sorte temos nós de ter primas queridas!!
depois vou tentar o bolo! e melhoras para a sua mami!
bjk

Luciana Kajiura disse...

Adorei a história, as fotos, a rceita... tudo!
Adoro bolos e sopas. Espero ter alguém para fazer todas essas gostosuras quando os meus gêmeos nascerem! Não sabia que vc tinha gêmeos!! Preciso de dicas!
Bjos, Lu.

mArCeLe disse...

Nossa, esse eu preciso provar!!
Tb temo esses períodos de "abandono" quando meu marido tiver que ser transferido pra exercer a medicina no xilindró, raio que os parta, judas perdeu as botas, ou qlq outra definição que se enquadre nessa lástimavel fase adaptativa. Vc foi sortuda, espero tb ser!
Um bjo. =)

Cheiro de Vanilla disse...

Esse bolo ficou com uma cara tao boa, amo bolo de fuba, nunca fiz com goiabada, amanha quero faze-lo.
Bjs...

AVOH disse...

Oiii, Lindona!!

Huuuuuuuummmmmmm, eu quero!!!
A-DO-RO receitas de família, dessas que aquecem a alma e trazem doces lembraças ao coração.

Vou testar e quem sabe se transforme numa opção para o lanche coletivo das crianças, heim?!

Beijão.
Alisson

Lina Gatolina disse...

eu acredito na comida que cura, pois em todo alimento que a gente faz pensando em alguem, vai um pouquinho do nosso sentimento.
abraços ribeiraopretanos
denise

Marina Mott disse...

Ana, oi!! Que delícia!! Bolo de fubá já é bom demais, com goiabada então...E adorei sua conversa! Que delícia vc poder agora repetir com a sua mãe o carinho que sua prima teve com vc! Um beijo e que sua mãe fique ótima!!

Carla Pathy : disse...

Oi Ana!
Delícia de história e delícia de bolo!
beijos!

Chris Ribeiro disse...

Bolo de fubá com sabor de amor!!
Amei a receita e vou fazer pro lanche da tarde amanhã! Obrigada por compartilhar com a gente a receita e a história de fraternidade. Emociona...
Melhoras rápidas pra mamãe!
Beijosss pra vc e pra Anna tb.

harumi disse...

sopa e bolo simples têm seu quê de especial,sim! ainda mais quando feitos com tanto carinho! são pra lá de especiais, são mágicos e ajudam qualquer um em qualquer situação! :-)
beijocas pro marido guloso, pra prima Anna, pra mãezinha. e uma beijocona nocê, por compartilhar tudo isso com a gente! (^3

coisasdecristal disse...

Ana, que bolo gostoso, já estou sentindo o gostinho, farei este final de samana.
Tô te seguindo
Bjs cristalinos

márcia cintra disse...

Ana , sempre passo por aqui , mas HJ resolvi comentar !!
Como outras já falaram por aqui vc é sensivel e essas suas receitas de Família são muito especiais sim !! eu tamb Graças a DEUS , tenho esse tipo de memória afetiva !!
sempre faço Bolo de Fubá , principalmente no INVERNO e já tinha visto em outros BLOGS o de Fubá c/ Goiabada , mas nunca fiz , vou fazer O TEU !! Rs !!
E este teu Talher , ?? delicado como vc aonde vc comprou ??? que FOFO !!
beinho !
Márcia
marcialcintra@globo.com

Mi Satake disse...

Ana q gostosos! O bolo e o post e a historia e tudo rsrs.

Q delicia. Vou tomando nota da receita ta?

Q saudade daqui. Um beijão

Michelle

Ana Matusita disse...

Meninas, façam o bolinho pra alguém especial, porque ele é bem gostoso!
Márcia, o talher é de um jogo que chama Mix & Match, que tem um de cada cor. É importado, mas de vez em quando tem em lojas brasileiras.
bjs

Jô Bibas disse...

E a sopa de legumes???
O bolo vai ser tentado, com certeza!

www.arteamiga.wordpress.com

Renata disse...

Qué lindo, me gustó mucho el post, aunque la goaiabada no me gusta tanto, me recuerda a mi abuela, en su casa siempre había latas de goaiabada y hasta un árbol crecía en el fondo de la casa, pero siempre me resultó muy dulce.

Me encanta poder entender lo que leo en portugués, pero no puedo escribirte en tu idioma, espero que vos entiendas castellano, somos vecinas americanas y hermanas latinas, no? :)

Teresa Aparecida de Aquino Soranso disse...

Oi, Ana, também faço esse bolo, só que minha receita vai 3 ovos e coloco erva - doce, nunca coloquei goiabada, mas confesso que fiquei com vontade. Meu marido aaaama esse bolo e faço direto. É realmente muito bom. Adorei sua história. Bjs