Páginas

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Máquinas de costura ou FAQ

Há uns dias, o Elson, técnico bacana de longa data, veio aqui na loja pra resolver um probleminha em uma das máquinas de costura. Entrou e já bateu o olho na Singer e na Vigorelli antigonas que enfeitavam a sala da frente e, antes de sair, me perguntou se a gente não pretendia usá-las. Confesso que nem tinha me passado tal ideia pela cabeça mas, quando o técnico é de confiança, a opinião é sempre benvinda. Então, eu e a Maria topamos colocar motores novos nas bichinhas.
Hoje eu usei a Singer, que foi ajustada para tecidos grossos, para colocar viés numa bolsinha forrada com duas camadas de manta acrílica, mais tecidos. Tenho que dizer que fiquei impressionada com o desempenho da senhorinha Singer! Ponto perfeito do começo ao fim, sem "engasgar" ou embolotar linha!
Agora, ela mora do ladinho da bisneta jovem, moderna e eletrônica:

E lembrei dos frequentes e-mails e recados no facebook perguntado sobre máquinas de costura, então resolvi contar um pouquinho da experiência aqui no ateliê, embora o assunto já tenha sido bem explorado em fóruns bacanas, como os das meninas do superziper. Vamos lá:

1) Qual máquina você usa e indica?

Aqui no ateliê, eu tenho:
* uma Brother CS6000i (que foi a minha segunda máquina, pois antes eu tinha uma Singer Prêt-à-Porter, que quebrou de um jeito triste no dia em que meu caçula subiu na bancada...). Essa é uma máquina computadorizada, mas intermediária entre a máquina de costura mais simples e as computadorizadas que quiltam e/ou bordam; tem um número razoável de pontinhos diferentes e é bem valente;
* uma Brother NX450Q, que é uma boa opção para quem quer quiltar projetos maiores e gosta de muitos enfeitinhos na costura, porque tem vários pontos diferentes e a opção de criar alguns pontinhos simples. Mas confesso que tem alguns acessórios que nunca usei, além de só ter feito uma única tentativa de ponto customizado. Ou seja, subutilizo a máquina, que é mais carinha;
* uma Janome 2008, que comprei há uns 2 anos para não sobrecarregar as máquinas eletrônicas com costura mais pesada. A super vantagem dela é que o calcador levanta um tanto além do normal, permitindo costurar várias camadas de tecido. Porém, nem sempre o ponto fica perfeito e por igual, se a costura for muito grossa (o que é bem aceitável e contornável se você for devagarinho).Ainda assim, tem um bom número de pontos bem úteis além da costura reta, como o ziguezague, e o ponto reto triplo. Uma outra vantagem é a manutenção simplificada e barata em relação às eletrônicas;
* uma Janome Overlock 8002d, super útil para quem quer ter um acabamento mais profissional na costura, mas tem pouco espaço para ter uma overlock mais robusta, de mesa. E tem também a vantagem da passagem de linha ser bem mais simples que nas tradicionais. Porém, em menos de um ano de casa, já soltou o parafuso que prende o eixo(que eu não tenho a mínima ideia de onde foi parar) e parou de funcionar. E lá veio o Elson consertar...
* e a nova estrela da casa, a Singer pretinha, recauchutada, lubrificada, com motor e caixinha novos. E qual a super vantagem de gastar numa maquininha antiga dessas? A senhorinha é valente, aguenta bem o tranco e surpreendeu o técnico por não ter muitos desgastes considerando a idade e o tempo de uso. Segundo o Elson, a grande vantagem dela é se limitar unicamente ao ponto reto. Isso faz com que a máquina demore a perder a regulagem e mantenha o ponto bonito, o que é impossível nas máquinas mais novas que fazem mais pontos.

Agora, qual delas eu indico mais?
Todas e cada uma delas, mas isso depende do uso que você pretende fazer. Cada uma tem suas vantagens e desvantagens e, na hora da escolha, você deve pesar o bolso e considerar as especificidades de cada uma.

2) mas é melhor ter uma máquina nova ou uma usada?

De novo, depende. Se você está aprendendo a costurar, eu diria que uma máquina intermediária, com alguns pontos, é o mais indicado, seja nova ou (pouco usada). Se você já costura e quer enfeitar o seu trabalho já dá pra pensar numa eletrônica, mais poderosa.
Por outro lado, investir numa máquina toda vintage, como a nova velha máquina daqui do ateliê, é bem bacana também. Mas vale frisar que ela só faz costura reta. Ou seja NO FRUFRU.
No caso de comprar uma usada ou antiga, acho que o ideal é sempre procurar uma loja especializada, testar antes (ou levar uma costureira mais experiente pra fazer o test drive por você), procurar saber se as peças ainda existem, se tem manual e se a loja garante a assistência técnica futura. Esses detalhes são importantes pra evitar dores de cabeça mais tarde, se você não der a sorte de ganhar uma antiguinha conservada da vovó!

3) como é a assistência técnica para cada máquina? É caro?

Eu tive a sorte de encontrar uma assistência técnica bacana aqui na minha cidade, que é o Bazar Tal & Koisas. Foi lá que comprei a minha primeira Brother, fiz o cursinho para a "pilotagem" básica e lá que eu corro sempre que preciso. Além disso, faço revisão nas máquinas eletrônicas a cada seis meses. É caro, sem dúvida, mas sempre é melhor prevenir e preservar o investimento (que não é pequeno). Também aprendi com os técnicos a tirar a caixinha da bobina e limpar com pincel pelo menos uma vez por semana as linhas e a poeira de dentro da máquina, que podem prejudicar muito o funcionamento no dia-a-dia. O mesmo vale para as não-eletrônicas e, no caso da Singer antiga, a lubrificação de quando em quando também é importante.
Estabelecer um contato com um único técnico também é bem legal (conselho de amiga!), ainda mais se o seu técnico for organizado e mantiver um histórico das visitas.

4) a máquina chegou! iupiii! o que é que eu faço agora?

Primeiro de tudo: LEIA O "MANUEL", colega! E nunca, mas nunca mesmo, se separe dele. O manual é o guia de funcionamento da máquina, com dicas importantes pra você conhecê-la e se acostumar com o seu funcionamento. Além de evitar a visita do técnico a cada pequeno probleminha que possa ser resolvido por você mesma, quando tiver maisfamiliaridade com a máquina.
Também é legal procurar os milhares de tutoriais por aí ou comprar um bom livro. Aliás, acabei de receber de presente um manual novo bem bacana, depois mostro aqui.


5) o que é absolutamente necessário para usar bem a máquina?

Uma coisa que eu aprendi com o Elson é que a agulha certa é super importante. Além do tamanho mais indicado para cada tecido, para não deixar o ponto variar muito, é bom não economizar na hora de comprar a agulha (por aqui, eu uso as da marca da máquina,Brother, de ponta bola e Singer, também ponta bola). Outra coisa importante é que as linhas também sejam de boa qualidade, pra minimizar o tanto de fiapinho e "poeira" colorida nas engrenagens da máquina. Ou seja, se você investiu numa máquina de três dígitos, não vá ser muquirana da hora de comprar a linha, né?
Outros acessórios: réguas (gosto das de metal e das de acrílico quadradas e retangulares) e fita métrica, lápis de marcar tecido (gosto de uma marca japonesa que não consigo lembrar o nome, desculpem!), desmanchador de costura, alfinetes, uma boa tesoura SÓ PARA CORTAR TECIDO e ferro de passar. Cortador circular e placa de corte são ótimos num momento mais avançado do processo.

6) Vale a pena ter uma máquina de costura?
Ô, se vale! Poucas coisas na vida cotidiana se comparam à sensação deliciosa de criar a primeira bolsa, ou fazer o primeiro vestido, mesmo que fique tudo torto e malajambrado.
Costura é persistência, treino, tentativa e erro. E juro, a máquina não morde, no máximo faz uma certa manha, mas é dócil e domável quando recebe o carinho de ser bem usada!

Então, coragem! Se joga no mundo dos panos e linhas sem medo mas, com o seguinte aviso: não tem volta!
Boas costuras!

p.s.: quer fazer uma oficina de costura lá no Café com Pano e, de quebra, saborear um lanchinho gostoso?
Estou pensando com carinho sobre esse assunto, embora o tempo seja curto. Então, se você se interessou, me fala?
(anamatusita@gmail.com)


43 comentários:

Artes da Mel disse...

Ana excelente seu post! Dicas incríveis! Principalmente para iniciantes, como eu!
Bjossss
Mel

Regina disse...

Que post legal,uma aula e tanto,lindinha sua maquina vovózinha!!
E como é gostoso se aventurar numa costurinha,lembro a primeira camisa que fiz pro marido,saiu todo orgulhoso,e eu a olhar achando mil defeitos,rsrsr,nunca esquecerei!!!
Bjss^^

Andréia Peto disse...

Olá Ana, adorei a matéria sobre máquinas de costura e estou louca para comprar uma, então, fuçando na net vi que a Singer lançou uma edição especial dessa singer pretinha sua, mas só é vendida num site americano, o www.amazon.com e eu gostaria muito da sua opnião. Você acha que vale a pena comprar uma dessa?
Muito obrigada desde já pela atenção.
Bjão.

Helena disse...

Dicas valiosas!
Obrigada.
Blog Maria Tilda

Diacuy disse...

Te acho tão generosa, sabia?

Marilia Baunilha e Patch disse...

Adorei a postagem. Se eu morasse mais perto, seria a primeira aluna.

Beijos e parabéns!

Eneida

Ana Matusita disse...

Oi Eneida! imagina, vc de aluna? vc é professora!

Oi Lola! sou nada. é só falta de tempo de responder uma por uma...

Oi Helena!

Oi Andreia, então, como eu já disse, a máquina certa depende do que vc quer fazer e do que espera dela. Muito complicado avaliar por vc, né?

Oi Regina! que bacana! vc fez uma camisa pro maridão! e não tem essa de defeitos mil, se ele gostou e usou é porque tava linda e valeu muito o amor, o carinho e o empenho!

Oi Mel, obrigada!
bjs,
Ana

Eliane disse...

As pretinhas são guerreiras!! Tenho a minha herdada de uma tia avó a mais de vinte anos.(calculo que a minha vigorelli tenha por volta de 60 anos)
Não costuro muito atualmente, mas da minha pretinha não me desfaço. atualmente estou cultivando a ideia de partir pra uma maquina mais elaborada, estou estudand então ler sua opinião me ajudou muito. Um beijo da Eliane.

Teresa Agrello disse...

Ótimo post! Um dia tomo coragem e enfrento minha máquina... bjins

Cris Nagawa disse...

Parabéns pelas dicas Ana...valiosissimas...
Também tenho uma singer "senhorinha" que aguenta bem o "tranco", ela tinha um motor, mas vivia dando defeito então a deixei no pedal mesmo....
bjs

Fats Arteira disse...

Uau! adorei as dicas!
Minha avó tinha uma dessas máquinas antiguinhas...pretinha singer! são lindas e boas!
bjs
bom fim de semana
Fats

Cami disse...

Oi Ana, tudo bom? Estou de devendo uma visita no Café com Pano. Qual o horario de funcionamento? Esqueci de perguntar da outra vez :D
Oficina de costura com você, se for durante o final de semana, tô dentro! Beijos

Bordados em Ponto Cruz e Livres disse...

Boa Tarde!!
Olá Ana espero que esteja bem...pois nas minhas andanças aqui na net encontrei seu blog e adorei tudo nele..vc é maravilhosa me passou ser uma pessoa ótima...já te sigo tá..pois quero acompanhar tudo nele...bjss..Deus Abençoe sempre...

Maria Teresa disse...

Oi Ana, amo visitar seu blog e aprender com você, obrigada pela aula de máquinas. Agora ver a sua Singer"Vovó" funcionando é lindo.
Abraços carinhosos

Katima disse...

Adorei as dicas, já tinha te perguntado sobre isto.
Bom a overlock que ganhei é igual a sua, e a máquina de costura estou pensando em comprar uma janome, mas ainda em dúvidas....
Beijos e adorei a sua antiga.
Kátima.

Jussara Machado disse...

Pois é, sobre máquinas eu tenho uma opinião bem formada.
As antigas são as melhores mesmo, pena que não fazem esses pontinhos decorativos, então eu costuro na minha pretinha velhinha e uso a Brother para fazer os bordadinhos.
Beijos
Jussara

harumi disse...

adorei as dicas!!!!

Ogmar Costa disse...

Boa tarde querida amiga, que delícia de post, estou em Campinas visitando minha sobrinha e quero aproveitar para comprar alguns tecidins, vc tem alguma dica de onde posso encontrar bons preços? Estou dependendo de minha sobrinha que trabalha na EPTV, mas vou ver se consigo te fazer uma visitinha ok, vou ficar super feliz em conhece-la pessoalmente!!! Bjim

Denise disse...

Ola Ana, realmente essas máquinas são as melhores, e ainda mais porque herdamos de pessoas tão amadas, como avos e bisavós. Adorei esse post. bjs.

Denise

Leila Sassaki disse...

Ana querida, adorei suas dicas. Ayé fiz um post hoje comentando sobre isso.
Quando comprei minha primeira máquina não sabia nem laçar a linha da canelinha, fiquei horasss tantando. Agora já estou na segunda máquina e cada dia mais apaixonada pelas costurinhas.

Agora, que verdade que vc falou sobre costurar ser tentativas, treino, erros e acertos... É exatamente o que eu penso.Recebo muitos emails pedindo dicas de sapatinho. Mas a maior dicas eh treinar pq assim se chega a perfeição.

Parabéns pelo post e pela Loja, que ta maravilhosa.
Beijos e bom final de semana!

Thais disse...

Muito legal Ana, link de utilidade pública. Faço a maior propaganda para minhas amigas sobre a costura, como é bom essa sensação de independência...Vamos ver se consigo convencer alguma. Bjo, Thais (Atelie Cusca)

Eliane disse...

Adorei o post também,Ana!
Tenho uma Singer Primacie,já faz tempo e agora quero uma eletrónica. Vou pesquisar modelos e preços, pra escolher a mais adequada;
Beijos!

kakau fonseca disse...

Minha mãe tem uma Singer daquela antigona que foi da minha avó, que ganhou do meu tio. Comprou uma nova agora, mas não consegue desfazer da velha Singer, tem um valor todo especial e ainda costura normalmente. E olha que minha mãezinha já está com 82 anos.

jaque ... 28 anos, mãe do lindo José e esposa do Wesley!!! disse...

Olá Ana! fiquei super feliz em saber que o café com pano é aqui em Campinas... moro em uma cidade por perto e não vejo a hora de visitar vcs!
Mas agora eu to precisando de um help! ...rs... é que to montando uma loja e to querendo umas pecinhas antiguinhas queria saber se vc não tem umas dicas de lojas de móveis usados aí por campinas!
Bocas!!!

Ana Matusita disse...

Oi meninas, obrigada!

Oi Ogmar! faz tempo que não compro tecido no varejo, mas tem a Seller, no centro da cidade, e a RG do tecido, na avenida barão de Itapura, em frente ao Habib's.

Oi Cami! o café abre das 9 às 18, de quinta a domingo.
bjs,
Ana

Ana Matusita disse...

Oi Jaque, perto do mercadão, no centro de Campinas, tem várias lojas de móveis usados.
bj,
Ana

Gabriela disse...

Oi, estou te visitando pela primeira vez, mas já virei sua fã e seguidora. Sou iniciante na arte da costura, possuo uma Brother CS6000i e concordo 100% contigo quando falas que "não tem preço" produzir nossas próprias peças, mesmo que as primeiras fiquem "tortas". É muito bom, recompensador, eu visto tudo que eu faço e acabo recebendo muitos elogios e encomendas. Beijão, Gabi - www.craftsbygabi.blogspot.com

Carol Vieira disse...

Oiii Ana, vim conhecer seu blog e ameeei. Quanta habilidade com a máquina hein??? Eu que gostaria de saber fazer essas coisa, mas não sou boa para isso. Admiro muito trabalho artesanal.
Beijos e bom final de semana :o)

Joyce Avelal disse...

Oi Ana! Adorei tuas dicas, são muito boas mesmo. Andei pesquisando umas máquinas e nunca niguém foi tão claro quanto os teus comentários. Valeu! ;)
Eu tb tenho uma "antiguinha" na minha sala que coincidentemente herdei da minha vó, Dona Aida! Vou chamar o meu Elson correndo pra colocar um motorzinho nela. Beijo e bom domingo pra ti.

PINTA ROXA disse...

Faz lembrar a velhinha máquina da minha mãe, que eu amo e já mostrei aqui noblog.
Elas são lindas com os seus trabalhasos pintados.

cris disse...

Ana, meu comentário tá chegando meio atrasado porque só li seu post hoje... dia 14/06 (muito trabalho). Tenho uma singer ziguezague, daquela azulzinha, que não abro mão de jeito nenhum. Recentemente comprei uma brother prá bordar, mas costurar mesmo, só com minha velhinha!!! bjos

Lourdes disse...

Passeando pela net caí aqui neste post e fiquei nostálgica. Também já fui do mundo dos panos, e conheço todas essas máquinas que você falou, menos as mais modernas. Suas dicas foram muitos legais. Aqui em casa todos, ou foram ou ainda é dos panos. Tenho um irmão que mesmo aposentado não consegue ficar livres dos seus clientes, que pelo menos uma vez por ano vem até ele para fazer suas roupas para as viagens à Europa. Engraçado ele ainda usa sua pfaff alemã antiguinha por ter um ponto perfeito o quê é o ideal para costurar peças de alfaiataria.
Prazer em conhecer seu cantinho.
Abraço

Carol RP disse...

Ana, parabéns pelo blog!

Eu estou começando a costurar agora e seu post me ajudou muuuito!

Estou cada vez mais apaixonada por essa arte!

Parabéns pelo trabalho!

Beijos

Virginia lucia domingues disse...

ANINHA
QUANTA INFORMAÇÃO ÚTIL.... TENHO UMA SINGER MUIIIIIIIIIITO ANTIGA (ACHO QUE DA MINHA AVÓ, KKKK) QUE FUNCIONA MUITO BEM EXATAMENTE PORQUE O MEU MARIDO SEMPRE FAZ A MANUTENÇÃO NECESSÁRIA.... ACABEI DE COMPRAR UMA SINGER BRILLIANCE 6180 EMBORA AINDA ESTEJA COMEÇANDO NA ARTE DA COSTURA.... ESTOU FICANDO "MALUQUINHA", POR ENQUANTO SÓ ESTOU LENDO O MANUAL E ASSISTINDO A UM VÍDEO QUE ENCONTREI NO YOU TUBE.... SE TIVER ALGUMA DICA PARA MIM, VOU AGRADECER BASTANTE....
OBRIGADO POR COMPARTILHAR TODOS ESTES ENSINAMENTOS....
UM ABRAÇO

Ana Matusita disse...

Oi Virgínia, tudo bem?

não conheço a máquina da Singer, mas acho que vc está no caminho certo, lendo o manual e assistindo aos vídeos!
Boa sorte,
Ana

Angelita disse...

Oi Ana! Acabei de comprar uma Singer Brilliance 6180, no manual diz que devo usar um estabilizador, tem um especifico para maquinas de costura?
Amei as dicas do seu post!
Bjs

Ana Matusita disse...

Não tenho a menor ideia, Angelita!
bj,
Ana

Patricia disse...

Ana, conheci seu blog hj e estou adorando tudo q vc posta por aqui. Esse post tem dicas maravilhosas! Parabens. Ja tem uma fã. Obrigada.

Patricia disse...

Ana parabens pelo seu trabalho, conheci seu blog hj e ja sou fã. Um grande abraco.

Rafael Alves disse...

ola !!!!!! vc saberia me enformar quantos que ficou para fazer essa adaptação que vocês fizeram ??????minha mae tem uma e quera fazer o mesmo



Ana Matusita disse...

Oi Rafael, não tenho como te dizer porque, na verdade, já faz um certo tempo e eu não me lembro.
Mas acredito que se sua mãe ligar numa assistência técnica ficará fácil ter i valor estimado.
Abraço,
Ana

Rosana Beloti disse...

Oi Ana adorei seu blog e o post..pois estou exatamente nesse dilema qual máquina comprar ...uma brother sq 9000 ou uma Janome 2030qdc...estou iniciando agora na costura e gostaria de uma dica sua a esse respeito ... vou continuar te seguindo grande abraço...

Ana Matusita disse...

Oi Rosana, tudo bem?

como eu disse, não posso aconselhar sobre modelos que não conheço (por isso só falei das máquinas que tenho). O que posso dizer que ambas as marcas que vc citou são ótimas.
Abraço,
Ana